24 de julho de 2024
Campo Grande 31ºC

NA ALMT

Secretário do governo de MS palestra no 'Encontro SISBIN Centro-Oeste'

Iniciativa é da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), objetivando integrar órgãos e agências de inteligência da região para enfrentar ameaças à segurança nacional

A- A+

Nesta terça-feira (18 de junho de 2024), Humberto de Mello, Secretário Executivo de Agricultura Familiar, de Povos Originários e Comunidades Tradicionais de Mato Grosso do Sul, está em Cuiabá (MT) como palestrante no 'Encontro do Sistema Brasileiro de Inteligência - 'SISBIN Centro-Oeste: Desafio à Segurança Alimentar no Centro-Oeste'.

O evento, realizado na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, reúne autoridades e especialistas de vários estados para discutir soluções que garantam o acesso à alimentação de qualidade para a população.

A programação do encontro inclui painéis importantes, como "Segurança Alimentar como um Objetivo de Desenvolvimento Sustentável" e "Segurança Alimentar à luz das Ciências Ambientais". O primeiro painel conta com a participação do Escritório Regional da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e da Associação Mato-grossense dos Municípios. Já o segundo painel reúne pesquisadores de renome da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), da Universidade Federal de Goiás (UFG) e da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), de Mato Grosso do Sul.  

O 'SISBIN Centro-Oeste' é uma iniciativa da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) e visa integrar os órgãos e agências de inteligência da região para enfrentar ameaças à segurança nacional. A segurança alimentar tem sido uma das prioridades do governo federal, e este evento busca desenvolver estratégias para garantir o acesso universal à alimentação de qualidade.

Um grande desafio para os estados do Centro-Oeste, cujas economias são agroexportadoras, é compatibilizar a produção de grãos e proteínas com medidas de menor impacto ao meio ambiente e ao clima. 

À reportagem do MS Notícias, Humberto de Mello lembrou que Campo Grande (MS), sediou em 2023 esse encontro da Abin com outra temática. "Ano passado eles fizeram esse seminário com o tema das ‘Mudanças Climáticas’, aí no Mato Grosso do Sul, e nesse ano aqui em Cuiabá abordando essa questão da insegurança alimentar nas políticas públicas para enfrentar esse dilema brasileiro", explicou.  

De acordo com Mello, o seminário regional reúne gestores dos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás com intuito ser levado à mesa de discussão os temas relacionados a insegurança alimentar e os enfrentamentos que cada um dos estados, dos governos estaduais e o papel que o governo federal vem desempenhando para enfrentar e apresentar soluções para diminuir esse processo de insegurança alimentar das populações. “Acho importante a participação do Mato Grosso do Sul. Importante, porque nós temos o seguimento onde a Secretaria Executiva de Agricultura Familiar atua, um percentual alto dessas famílias que vivem em insegurança alimentar, e cabe a nós do governo do estado, sob orientação do governador Eduardo Riedel, trazer as políticas públicas e fazer elas chegarem a quem mais precisa”, definiu.

Humberto Mello citou quais os programas estão sendo desenvolvidos pelo governo de MS objetivando a correção do problema de insegurança alimentar no estado. Na relação, Mello destacou o Programa de Apoio às Comunidades Indígenas e Quilombolas de Mato Grosso do Sul (Proacinq), criado pela Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Semadesc), com a execução da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer). "Estamos executando com bastante afinco o PA, o PNAE, agora o Fomento Rural e do governo do estado o Proacinq, sempre com apoio da Agraer que ajuda a gente aplicar essas políticas públicas a esses seguimentos", disse.  

Por fim, o Secretário Executivo celebrou o convite da Abin para o fortalecimento das ações da secretaria. "O convite da Superintendência Regional da Agência Brasileira de Inteligência, da ABIN, nos fortalece enquanto instituição, enquanto secretaria que está recém-criada, e diz um pouco que estamos no caminho certo, trabalhando as políticas públicas de apoio a agricultura familiar, aos assentamentos, as comunidades indígenas, as comunidades quilombolas e as comunidades tradicionais ribeirinhas do nosso estado. É uma satisfação estar aqui pelo Mato Grosso do Sul apresentando os nossos trabalhos no seminário regional da Abin", concluiu.  

HOMENAGEM

Corrêa recebeu título de cidadão mato-grossense (Fonte: Gilberto Leite/ ALMT)O diretor-geral da ABIN, Luiz Fernando Corrêa, recebeu título de cidadão mato-grossense. Foto: Gilberto Leite | ALMT

Ontem (17.jun.24), a Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso (ALMT) homenageou em sessão especial, alguns servidores da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) pelo trabalho de Inteligência na área de Segurança Pública.

Na ocasião, o diretor-geral da ABIN, Luiz Fernando Corrêa, recebeu o título de cidadão mato-grossense e o superintendente da ABIN em Mato Grosso, Felipe Midon, recebeu a Comenda Dante de Oliveira, em reconhecimento por ter se destacado na área de diretos humanos, democracia e cidadania mato-grossense.

A homenagem foi seguida por Moção de Aplausos para servidores que contribuíram para a Inteligência, entre eles três servidores de carreira da ABIN.

Superintendente estadual recebeu a comenda Dante de Oliveira.O superintendente da ABIN em Mato Grosso, Felipe Midon, recebeu a comenda Dante de Oliveira.

Em discurso de agradecimento, o diretor-geral da ABIN afirmou que os profissionais de Inteligência entregam um produto não tangível. "Quando fazemos a opção de trabalhar nessa atividade fundamental da Inteligência, fazemos um trabalho do sigilo e não do aplauso. O profissionalismo e a consciência de serviço público robustece a atividade e agrega valor", declarou.