27 de setembro de 2021
Campo Grande 34º 22º

ISOLAMENTO | CAMPO GRANDE

Toque de recolher volta a Capital: "Toque de recolher à meia noite não adianta", diz secretário

Campo Grande chega a 100% de ocupação de leitos públicos e privados

A- A+

O aumento dos casos de coronavírus em Campo Grande fez com que o executivo municipal retomasse o toque de recolher. Marquinhos Trad (PSD), disse nesta 4ª-feira (25.nov.2020) que publicará novo decreto com restrições na noite de hoje. O novo toque vai vigorar das 00h às 5h da manhã anunciou o prefeito.  O secretário de Saúde, Geraldo Resende criticou a previsão de horário de isolamento da prefeitura. "Toque de recolher a partir da meia noite não adianta. Toque de recolher teria que ser a partir das 20h", disse Resende. 

Segundo o Secretário de Saúde, o quadro é angustiante é alarmante. O crescimento é exponencial de casos novos. Em apenas 14 dias a Capital passou a ter 100% de taxa de ocupação de leitos, em toda a rede hospitalar, pública e privada. "Eu gostaria de reafirmar de não faltar leito, mas o quadro é angustiante e temos pouco tempo. Não pode resolver de faz de conta, a economia que aguarde... Temos que preservar vidas", disse Resende.  

Ainda segundo Resende ainda não há ainda possibilidade de novos leitos. "Estamos construindo a possibilidade de abrir 10 novos leitos", disse Resende. Alertando que, ainda não há viabilizado esses leitos, mas precisaria também de profissionais a mais com esses leitos. 

Resende disse que o importante é ter qualidade na assistência. "Precisamos de profissionais para salvar as vidas", finalizou.  

O secretário de Saúde disse que os municípios devem seguir o Prosseguir, o Rastrear, porem de acordo com ele alguns municípios se negam a seguir os programas. "Toque de recolher tem ser a partir das 20h, não acredito nesse toque a partir da meia noite", opinou Resende.