08 de maro de 2021
Campo Grande 30º 20º

CORONAVÍRUS

Vacinação tem início nesta terça; veja o desembarque das doses da Coronavac em MS

A liberação do uso do imunizante ocorreu no domingo (17.jan.21)

Desembarcou nesta 2ª-feira (18.jan.21), pouco depois das 15h em Mato Grosso do Sul, carga de 158.760 vacinas Coronavac, produzidas na China, que serão usadas para imunizar sul-mato-grossenses nesta 3ª-feira (19.jan.21) a partir das 8h da manhã. Nessa etapa inicial, os imunizantes foram repartidos da seguinte maneira: 97 mil destinadas à população indígena aldeada e 61 mil aos profissionais de saúde da linha de frente de combate à Covid-19 e aos idosos em asilos.

As vacinas foram destinadas aos 78 municípios de MS, partindo da Capital ainda às 20h desta 2ª-feira. O avião da Força Aérea Brasileira (FAB), fez a entrega dos imunizantes, após a previsão inicial de início da vacinação (20.jan) ser adiantada, devido João Dória (PSDB) ter iniciado, ainda no domingo (17.jan) a vacinação.

A liberação do uso do imunizante ocorreu no domingo (17.jan.21), quando a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, em decisão unânime, o uso emergencial das vacinas Coronavac e da Universidade de Oxford contra a Covid-19. 

A eficácia geral da vacina CoronaVac é de 50,38%, com 78% de prevenção para casos leves de coronavírus e 100% para casos moderados e graves da doença.

Veja abaixo a chegada da aeronave em Campo Grande:

Vacinas sendo retiradas de cargueiro da FAB

Dentro do Estado, a distribuição será feita pelo Corpo de Bombeiros Militar e Polícias Civil e Militar.

O governador Reinaldo Azambuja esteve, acompanhando a chegada do imunizante à Base Aérea. “Acho que todos nós aguardávamos esse momento de poder receber as primeiras doses. São 158 mil. Uma ansiedade de toda a população. Sempre defendemos o Programa Nacional de Imunizações e agora vamos seguir à risca. Esse carregamento sai, vai para o nosso laboratório e em 48 horas vai para todos os municípios. É um momento importante. Pelo menos começou”, disse Reinaldo Azambuja. 

Perguntado sobre a ação de Dória, de se adiantar na vacinação, Azambuja disse apenas que de todo modo graças ao governo paulista e ao Instituto Butrantan que as vacinas chegaram ao MS. "É a única até agora, devemos a eles isso, temos a vacina graças aos esforços deles", disse Azambuja. 

O secretário de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, também acompanhou a chegada das vacinas e falou das expectativas para este ano. "É o início de um processo que não para, nós temos que ter a consciência ainda, de ter cuidado, manter os nossos hábitos de proteção, máscara, lavar as mãos, cuidado com as aglomerações, para que a gente possa atravessar esse ano mais tranquilo, reativar a economia e seguir adiante com o desenvolvimento do nosso Estado. É um momento emocionante", afirmou.

Secretário de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel

Riedel agradeceu o trabalho da Força Aérea Brasileira (FAB) nesse momento importante vivido pelo país, citando os militares envolvidos na operação para trazer as vacinas a Mato Grosso do sul: comandante do Esquadrão Onça, tenente-coronel Aviador Marcelo Alexandre Browne Issa, e chefe do Estado Maior da Ala 5, aviador Mateus Barros de Andrade.

Mais doses são aguardadas para as próximas semanas, segundo o secretário de Estado de Saúde Geraldo Resende. “Aguardamos para que a gente tenha um quantitativo adicional para continuar imunizando a nossa gente de acordo com os critérios do Programa Nacional de Imunizações. É um momento de alegria e de emoção”, afirmou. 

Sec. de Saúde Geraldo ResendeSec. de Saúde Geraldo Resende. Foto: Tero Queiroz | MS Notícias

Três foram vacinadas ainda hoje, ato simbólico que ocorreu no Hospital Regional: a índia terena Domingas da Silva, de 91 anos, da aldeia Tereré, em Sidrolândia; Maria Bezerra de Carvalho, de 82 anos, que mora no Asilo São João Bosco; e o médico Márcio Estevão Midom, 43, que está na linha de frente no combate à pandemia foram os vacinados.