25 de maio de 2024
Campo Grande 13ºC

MEIO AMBIENTE

Vander e Camila cobram investigação sobre seca em cachoeira de Bodoquena

Parlamentares apontam que o problema é mais profundo do que a estiagem

A- A+

A bancada federal do Partido dos Trabalhadores de Mato Grosso do Sul (PT-MS), composta pelos deputados Vander Loubet e Camila Jara, enviou ofício ao secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação, Jaime Verruck, cobrando que seja investigada a denúncia de desmatamento e desvio de cursos d’água na região de Bodoquena.

No dia 27 de junho de 2019, o jornal Correio do Estado realizou a reportagem “Desvio de nascente pode acabar com turismo de Bodoquena”, alertando para o fato de que fazendeiros da região estejam desviando a nascente para a irrigação de plantações.

Em setembro de 2022, o Governo do Estado decretou situação de emergência na Boca da Onça, região da maior cachoeira de Mato Grosso do Sul, devido à estiagem no local. Em entrevista ao portal de notícias G1 sobre a seca na área, o gerente de turismo da fazenda, que realiza passeios na cachoeira, Cristiano Godinho, disse que a queda d’água começou a apresentar ressecamento no fim do mês de julho e em setembro ficou completamente seca.

Com as recentes chuvas que castigaram Mato Grosso do Sul, foi registrada a volta da queda d’água na Boca da Onça. Porém, de acordo com Vander e Camila, o problema na região é mais profundo e agravante do que a seca e a estiagem. “Basta que se atente para as comunidades lá existentes ao longo das décadas. Os regionais assinalam que, além da estiagem, o avanço da agricultura em larga escala, principalmente soja e milho, provocou o aumento do desmatamento, impactando os cursos d’água”, explicam os parlamentares em sua justificativa.

Além disso, o documento alerta sobre a falta de preocupação de fazendeiros na preservação de mananciais. Outro ponto importante é a utilização do desvio para o desenvolvimento do esporte de canoagem.

Por fim, os deputados pedem que os fatos apresentados sejam examinados pelo Poder Público, a fim de encontrar respostas e soluções para o problema, além de responsabilizar os agentes envolvidos.