19 de maio de 2024
Campo Grande 18ºC

CAMPO GRANDE (MS)

Vítima do câncer deixa carta: 'Se vocês estão lendo, eu papoquei'

Para o funeral, Luan cobrou sua galera: 'Levem catuaba, um combin de kitlocura'

A- A+

O designer gráfico, Luan Henrique Abreu Andrade, de 30 anos, morreu na madrugada da 3ª.feira (28.fev.23), em Campo Grande (MS). Conhecido nas redes sociais, por mostrar sua luta contra o câncer de maneira bem-humorada, Luan deixou uma carta aberta à família e aos amigos, com um pedido especial para a 'sua galera', que estivesse no velório.

Ele lutava desde 2019 contra um “Sarcoma Sinovial (tumor raro)” no joelho e metástase no pulmão.

Pela sua determinação e leveza para encarar a doença, Luan foi um dos homenageados pelo Hospital de Câncer Alfredo Abrão, sendo uma das pessoas retratadas na galeria de arte a céu aberto na Rua Maracaju. A ação fez parte de um projeto chamado “Olhares Protagonistas” criado pelo artista Leonardo Mareco, com proposta de ocupar espaços vazios com arte e homenagear olhares que fazem a diferença em Campo Grande.

Luan foi um dos homenageados por hospital em galeria de arte a céu aberto. (Foto: Silas Lima/Arquivo Campo Grande News) Luan foi um dos homenageados por hospital em galeria de arte a céu aberto. (Foto: Silas Lima/Arquivo Campo Grande News) 

Luan pediu a irmã mais nova Thaiz Andrade que publicasse o texto da carta em seu instagram caso ele perdesse a luta para adoença. Eis a íntegra da carta, na forma escrita original que foi publicado:  

"Bom tenho boas e más notícias. As más é que, aparentemente, eu papoquei. As boas: se você está lendo isto, é porque você definitivamente não papocou (a não ser q eles tenham Wi-Fi na outra vida). Deixei a missão mais difícil para minha pequena, a de postar isso aqui. Bom, eu não podia imaginar as coisas que me aconteceriam, por isso sempre aproveitei o máximo, se tem uma coisa que aprendi com meus pais foi, apesar dos nossos problemas erga a cabeça, coloca um sorriso no rosto, bola pra frente, da nada não! E por falar em meus pais, que Mãe e que Pai eu tenho, minha Mãe é a mulher mais incrível que eu conheço a que eu mais amo nesse mundo, sempre presente, nunca me abandonou, mulher que batalha, que pensa mais nos filhos doq em si mesma, sei que está sofrendo, maaaas, erga a cabeça, vai fazer sua caminhada e bola pra frente, te amo Mãe. Pai, o kra mais foda desse brasil, até hoje entra no meu quarto me da um bejim e fala que me ama, fico parecendo um guri de 12 anos e como isso é bom seis não tá entendendo (apesar de eu ficar bravo porque me acorda kkkkk) Eu te amo muito e serei eternamente grato por tudo que fez para mim!Minhas irmãs, obrigado pelos “poucos” sobrinhos lindos que tive oportunidade de conhecer e amar um por um.Thaiz manera a bebida e para de brigar na rua.Ingrid tampa o priquito. Amo vocês, cuidem dos nossos pais e por favor, não pensem em mim com pena ou tristeza, sorriam, sabendo q a gente passou um bom tempo juntos e que foi INCRÍVEL. Eu odeio fazer as pessoas tristes. Mais doq qualquer outra coisa, eu amo fazer as pessoas rir e sorrir, então por favor, ao invés de pensar no final da minha história, ria das memórias e doq a gente fez junto. +

Bom, dizer adeus custa muito, mas não existe vida sem despedida. Tudo faz parte, por isso o melhor é aproveitar cada momento sem pensar no depois e como eu aproveitei, afinal “agente só se véve uma vez” É meus amigos to partindo, deixo aqui um eu te amo para todas as pessoas que passaram por minha história, obrigado por tudo meus amigos e minha família, amo vocês. Muito obrigado a todos meus médicos e enfermeiras que cuidaram tão bem de mim. Eu não duvido que essa minha equipe me deu tudo o que podia. Do fundo do meu coração, eu desejo a todos vocês longas e saudáveis vidas e espero q vocês possam sentir a mesma gratidão q eu senti pelo presente q é cada dia. E minha galera q for no meu funeral, por favor levem catuaba, um combin de kitlocura e acabem com ele, me deixem orgulhoso, dancem e bebam por mim, eu arrumarei um jeito de estar lá com vocês. Beijo meus amores :) (sic)"

 Eis o link da publicação original: