05 de maro de 2021
Campo Grande 28º 21º

Dólar culpado: 100 lojas fecham na fronteira em MS

A semana foi de susto com a cotação do dólar que nesta semana chegou a R$ 4,24, a maior da história do Real. O aumento da moeda americana traz reflexos em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, que é um polo comercial na fronteira com Mato Grosso do Sul.

Os que mais sofrem com a crise cambial são os comerciantes pequenos porque não têm capital de giro. Segundo a Câmara de Comércio da cidade paraguaia, em 2015, cerca de 100 lojas encerraram as atividades e dois mil postos de trabalharam foram fechados.

Mesmo assim, o presidente da Câmara de Comércio, Pedro Bondaman, não se diz pessimista. Na avaliação dele, ainda há vantagem em comprar no Paraguai.

“Em comparação às lojas do Brasil, nós ainda temos de 70% a 80% dos produtos que é conveniente comprar no Paraguai”, afirmou Bondaman.

A comerciante Venita vende de tudo e paga toda mercadoria em dólar. O problema é que um ventilador que saía a R$ 35 em 2014, neste ano passou para R$ 65, quase que o dobro.

Mas os grandes vendedores também estão sofrendo com a alta do dólar. Para o dono do segundo maior shopping de importados da cidade, Kalil Mansour, os tempos são difíceis. O empresário aposta no tempo para o retorno dos bons tempos.

“Há 12 anos passamos por essa experiência que o dólar chegou a 4 (reais) e, graças a Deus, conseguimos superar aquela crise”, disse o empresário.

 

Fonte: G1 MS