22 de maio de 2024
Campo Grande 23ºC

ACIDENTE | INTERIOR

Gol cai em valeta e Silvino morre ao ter 70% do corpo queimado

Carro caiu em uma valeta às margens da pista

A- A+

Silvino Medeiros de Souza, de 67 anos, morreu na manhã desta 6ª.feira (11.nov.22) na Santa Casa de Campo Grande (MS).

Segundo registro de ocorrência, Silvino foi regatado às 21h30 da 5ª.feira (10.nov.22), caído próximo a um VW Gol numa mata em chamas na 12ª Linha, estrada sentido Ipezal, em Deodápolis (MS).

O Gol estava caído dentro de uma valeta ao lado da pista com cerca de 2 metros de profundidade.

A polícia disse que o carro teria entrado em chamas após o motorista, Jonas Candido de Souza, de 72 anos, acelerar para sair do local. “O carro não conseguiu deslocar, momento em que começou a pegar fogo no motor e se alastrou pelo carro inteiro rapidamente. O senhor Jonas relatou que ficou com medo do carro explodir e saiu correndo e não viu como o senhor Silvino saiu do veículo”, consta em registro.

“A vítima [Silvino] conseguiu sair, porém como já estava com seu corpo queimando, deitou-se do lado do veículo, entre a vegetação pegando fogo”, narrou a polícia.

Silvino foi levado às pressas ao hospital com queimaduras de 2º e 3º graus na face, pescoço, tórax e pelve genitália. Primeiro ele foi levado ao Hospital Cristo Rei, em Deodápolis, depois foi entubado e levado à Campo Grande, mas não resistiu.

Jonas foi achado pela polícia a cerca de 50 metros de distância do veículo, sentando à beira da estrada com a perna parcialmente queimada. Ele teve 18% do corpo queimado e permanece internado no Hospital Cristo Rei.

O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário do Centro de Campo Grande (Depac/CG) como morte a esclarecer. Jonas também pode responder também por praticar lesão corporal culposa na direção de veículo automotor.