21 de abril de 2021
Campo Grande 32º 18º

Prematuro

Recém-nascida morre após mãe tirar sonda alimentar para ir no pagode

A- A+

Uma mulher de 18 anos retirou a sonda de um bebê de 30 dias que precisava de cuidados médicos, ela é a mãe da recém-nascida e queria ir até um pagode. O bebê não resistiu e morreu. O caso aconteceu na noite de domingo (24) em Corumbá – distante 423 quilômetros de Campo Grande.

 A mulher sabia que o bebê precisava se alimentar através da sonda, mas ignorou as orientações para ir até um pagode no município de Corumbá. O pai e o tio da vítima também acabaram presos depois de serem flagrados com 143 papelotes de pasta base.

De acordo com informações do Diário Corumbaense, na manhã de desta segunda-feira (25), a mulher saiu com o corpo do bebê pelas ruas da cidade e procurou ajuda em uma lanchonete do Bairro Cervejaria. Ela estava completamente embriagada quando chegou ao estabelecimento.

A Polícia Civil foi acionada para ir até o local e encontrou a menina sobre um freezer. Para os policiais a mulher afirmou que o bebê havia nascido de sete meses no último dia 12 de dezembro e não deveria ter sido retirado do hospital porque necessitava de cuidados, inclusive a sonda para ser alimentado foi encontrada na bolsa da mulher.

Ela disse também que a culpa da morte do bebê seria do marido, contou que é ameaçada constantemente por arma de fogo e que o marido teria envolvimento com o tráfico de drogas. Os policiais foram até a residência e viram quando um homem lançou um pacote de entorpecentes pela janela.

Os vizinhos relataram que a mulher deixou a menina com uma vizinha enquanto se dirigia para um pagode e quando retornou a filha estava morta.

A delegada acredita que os pais da menina dormiram ao lado do corpo e a mãe só pediu auxílio no dia seguinte por não saber o que fazer. Na delegacia, o homem contou não ter acompanhado a mulher por medo de ser preso.