16 de setembro de 2021
Campo Grande 32º 21º

HISTÓRICO

General negro será o 1º em 237 anos de história dos EUA a chefiar Pentágono

O general se notabilizou durante a Guerra do Iraque e se aproximou de Joe Biden em 2008

A- A+

O general Lloyd J. Austin III, de 67 anos, é cotado para ocupar o cargo de Secretário de Defesa dos Estados Unidos da Améria (EUA), tal indicação está sendo aspirada pela imprensa americana, que segundo publicação de ontem, o presidente eleito, Joe Biden, quer Lloyd à frente da chefia do Pentágono. Caso se confirme a indicação, o genral será o 1º negro dos 237 anos da história do país, a comandar a defesa estadunidense.  

A nomeação de Lloyd depende que seu nome seja aprovado no Congresso. Isso porque a lei americana estabelece que militares precisam passar por sabatina caso tenham saído da ativa em no máximo sete anos — Austin foi para a reserva há quatro anos.

O general Lloyd se notabilizou durante a Guerra do Iraque, da qual participou desde o início, em 2003. Após começar no posto de comandante assistente de uma das divisões de infantaria, ele chegou a liderar as forças de coalizão pró-EUA que atuaram no Oriente Médio.

Lloyd se aproximou de Joe Biden em 2008, quando o democrata foi eleito vice-presidente na chapa de Barack Obama. Quatro anos mais tarde, o general ocupou o posto de vice-chefe de gabinete do Exército — a segunda mais alta função na hierarquia.

Em 2013, ele assumiu o Comando Central dos EUA, e foi responsável por desenhar a estratégia de combate aos terroristas do Estado Islâmico na Síria e no Iraque.