19 de maio de 2024
Campo Grande 17ºC

INTERNACIONAL

Lista revela nomes de 147 padres acusados de abuso sexual contra 600 crianças

Vítimas foram estupradas por mais de um religioso na mesma igreja

A- A+

O principal promotor de Maryland (EUA), procurador-geral Anthony Brown, tornou público nesta 4ª.feira (5.abr.23), um relatório que mostra que em 60 anos, a Igreja Católica americana abusou sexualmente de 600 crianças. Eis a íntegra do relatório de 463 páginas em inglês.  

Ele aponta que autoridades da Igreja Católica em Baltimore se envolverem em um encobrimento de anos de abuso sexual de vítimas que foram “perseguidas por vários abusadores ao longo de décadas”.

Brown nomeou vários padres abusadores e descreveu seus supostos delitos (veja a lista abaixo). A investigação local teve início em 2018. A Arquidiocese de Baltimore, segundo a rede americana NPR, é a diocese católica romana mais antiga dos EUA e abrange grande parte de Maryland.

“Repetidas vezes, os membros da hierarquia da Igreja se recusaram resolutamente a reconhecer as alegações de abuso sexual infantil pelo maior tempo possível”, denunciou no relatório.

"Quando a negação se tornava impossível, a liderança da Igreja afastava os abusadores da paróquia ou da escola, às vezes com promessas de que não teriam mais contato com as crianças. Documentos da Igreja revelam com clareza perturbadora que a Arquidiocese estava mais preocupada em evitar escândalos e publicidade negativa do que estava protegendo as crianças", observou Bown.  

O procurador disse que o estado descobriu que mais de 600 crianças relataram terem sido abusadas por 156 pessoas religiosas incluídas no relatório. Ele, então, listou os seguintes suspeitos: 

  1. Padre Louis Affrica
  2. Padre James Avant
  3. Padre Bruce Ball
  4. Padre John Banko
  5. Padre Michael Barnes
  6. Padre Thomas Bauernfeind
  7. Padre Vincent Bechtel
  8. Padre Ronald Belschner
  9. Padre Thomas Bevan
  10. Padre Maurice Blackwell
  11. Padre Louis Bonacci
  12. Padre John Bostwick
  13. Reverend H. Cornell Bradley
  14. Padre William Braun
  15. Padre Laurence Brett
  16. Padre Frederick Brinkmann
  17. Stephen Brotzman
  18. Padre Wayland Brown
  19. Padre Gerard Bugge
  20. Padre Robert Callahan
  21. Padre John Carney
  22. Monsignor John Corbett
  23. Padre Brian Cox
  24. Padre Charles Coyle
  25. Padre Fernando Cristancho
  26. Padre Robert Cullen
  27. Padre Joseph Davies
  28. Padre Richard Deakin
  29. Padre Alfred Dean
  30. Padre Donald Dimitroff
  31. Irmão Francis Dolan
  32. Padre James Dowdy
  33. Padre Robert Duerr
  34. Padre John Duggan1
  35. Padre Frederick Duke
  36. Padre Walter Emala
  37. Padre Francis Ernst
  38. Padre Luigi Esposito
  39. Padre Terence Evans
  40. Padre Alfred Ewanowski
  41. Padre Kenneth Farabaugh
  42. Padre Alphonsus Figlewski
  43. Deacon Joseph Firlie
  44. Father Carl Fisher
  45. Sister Theonella Flood
  46. Father Daniel Free
  47. Father Joseph Gallagher
  48. Father Joseph Gerg
  49. Father Steven Girard
  50. Father Mark Haight
  51. Father John Hammer
  52. Father Edward Heilman
  53. Father Marion Helowicz
  54. Father Joseph Hill
  55. Monsignor Robert Hiltz
  56. Father George Hopkins
  57. Father Joseph Hopkins
  58. Father Robert Hopkins
  59. Father William Jameson
  60. Father Albert Julian
  61. Deacon John Justice
  62. Father Thomas F. Kelly
  63. Father Thomas M. Kelly
  64. Father Joseph Kenney
  65. Father Simon Kenny
  66. Father Paul Knapp
  67. Father Michael Kolodziej
  68. Father Joseph Krach
  69. Father William “Jay” Krouse
  70. Father Joseph Kruse
  71. Deacon Thomas Kuhl
  72. Brother Xavier Langan
  73. Father Michael LaMountain
  74. Father James Lannon
  75. Father Ross LaPorta
  76. Father Regis Larkin
  77. Father David Leary
  78. Father Francis LeFevre
  79. Father Robert Lentz
  80. Father John Lippold
  81. Father Robert John Lochner
  82. Father Anthony Lorento
  83. Father George Loskarn
  84. Father Edward Neil Magnus
  85. Father Ronald Mardaga
  86. Father Kenneth Martin
  87. Father Joseph Maskell
  88. Father Benedict Mawnv
  89. Brother Constantine McCarthy
  90. Monsignor William McCrory
  91. Father Francis McGrath
  92. Father Eugene McGuire
  93. Patrick McIntyre
  94. Brother Lawrence Meegen
  95. Father Raymond Melville
  96. John Merzbacher
  97. Father Joseph Messer
  98. Father Ronald Michaud
  99. Father William Migliorini
  100. Father John Mike
  101. Father Jerome Moody
  102. Brother Eugene Morgan
  103. Brother William Morgan
  104. Father John Mountain
  105. Father Timothy Murphy
  106. Father J. Glenn Murray
  107. Father Alan Nagle
  108. Father Robert Newman
  109. Deacon Leo O’Hara
  110. Father Garrett Orr
  111. Father Henry O’Toole
  112. Father John Padian
  113. Father John Peacock
  114. Father Dennis Pecore
  115. Father Adrian Poletti
  116. Eric Price
  117. Father Blair Raum
  118. Brother Thomas Rochacewicz
  119. Father Francis Roscetti
  120. Father Charles Rouse
  121. Brother Marius John Shine
  122. Father William Simms
  123. Father David Smith
  124. Monsignor Richard Smith
  125. Father Thomas Smith
  126. Father Michael Spillane
  127. Father Albert Stallings
  128. Father Edmund Stroup
  129. Brother Cuthbert Sullivan
  130. Father Francis Sweeney
  131. Father Alcuin Tasch
  132. Brother Cuthbert/Joseph Thibault
  133. Brother Thomas Tomasunas
  134. Father Jerome Toohey vi
  135. Father James Toulas
  136. Father Gerald Tragesser
  137. Father Jorge Velez-Lopez
  138. Father Francis Wagner
  139. Father William Walsh
  140. Father William Wehrle
  141. Monsignor Thomas Whelan
  142. Father John Wielebski
  143. Monsignor Roger Wooden
  144. Father Howard Yeakle
  145. Sister Francis Yocum
  146. Monsignor Henry Zerhusen

Do 147º suspeito até o 156º suspeito, os nomes estavam sob sigilo.

Conforme o procurador, o número de suspeitos pode ser muito maior.  

O abuso sexual foi tão generalizado na instituição religiosa, que de acordo com o procurador, não era incomum que as vítimas fossem estupradas por mais de adulto integrante da igreja.  

“Jovens em algumas paróquias foram perseguidos por vários abusadores ao longo de décadas, e o clero usou o poder e a autoridade do ministério para explorar a confiança das crianças e famílias sob seus cuidados”, descobriu o principal promotor do estado.

As descobertas foram tornadas públicas após quatro anos de investigação e ilustram uma "falha sistêmica e depravada da Arquidiocese em proteger os mais vulneráveis - as crianças que ela foi encarregada de manter seguras", disse Brown em um comunicado.

“Baseado em centenas de milhares de documentos e histórias não contadas de centenas de sobreviventes, ele fornece, pela primeira vez na história deste Estado, um relato público de mais de 60 anos de abuso e encobrimento”, acrescentou.

“Repetidamente, a arquidiocese optou por proteger a instituição e evitar escândalos, em vez de proteger as crianças sob seus cuidados”, revelou.  

Em uma longa resposta do arcebispo de Baltimore, William E. Lori, a igreja não pareceu negar nenhuma das descobertas.

Lori chamou o relatório de "uma lembrança triste e dolorosa do tremendo dano causado a crianças e jovens inocentes por alguns ministros da Igreja".

"Os relatos detalhados de abuso são chocantes e comoventes", disse ele. "É difícil para a maioria imaginar que tais atos malignos possam realmente ter ocorrido. Para vítimas-sobreviventes em todos os lugares, eles sabem a dura verdade: esses atos malignos realmente ocorreram". 

Essa denunciação se junta aos crimes de abusos sexuais revelados sobre em arquidioceses de Portugal, da França.