24 de junho de 2024
Campo Grande 22ºC

Mantega diz entregar a Levy economia melhor

A- A+

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, fez hoje, um discurso em tom de despedida. Ele avaliou sua gestão como bem sucedida e fez críticas à política econômica anterior ao período do ex-presidente Lula. Mantega afirmou ter entrado no governo "com a economia abalada" e o País "com os cofres vazios e com o pires na mão".

Ele acredita, no entanto, estar entregando a economia melhor do que quando assumiu, com o menor índice de desemprego da história do País e a área mais firme e sólida. Mantega atribuiu os problemas recentes à crise internacional, que em sua avaliação, está para acabar.

"Creio que estamos chegando perto do fim dessa crise mundial", afirmou. Ele afirmou que o Brasil enfrentou o período muito bem. "Enquanto muitos países trilharam o tortuoso caminho da ortodoxia, fizemos uma corajosa política anticíclica que manteve ritmo razoável de crescimento para momentos de crise", disse.

Desta forma, segundo ele, para a população brasileira de classe média e baixa renda "praticamente não houve crise". "Quando a crise de 2008 começou, estávamos preparados para enfrentar", ressaltou. "Pudemos assim amenizar as consequências sobre o Brasil. Pela primeira vez, em muitas décadas, o Brasil não tombou diante de uma crise internacional", completou o ministro.

Mantega foi homenageado nesta quinta-feira pela Academia Brasileira de Ciências Contábeis pela publicação de uma portaria, em 2008, sobre as diretrizes a serem observadas no setor público quanto a procedimentos e divulgação das demonstrações contábeis.

Karla Machado com Brasil 247