25 de junho de 2024
Campo Grande 29ºC

Após protesto, vendedores voltam a trabalhar na praça Ary Coelho

A- A+

Após realizar um protesto na manhã de hoje, os vendedores de pipoca, algodão doce, sorvete e suco conseguiram voltar ao trabalho na praça Ary Coelho, em Campo Grande. A praça estava fechada desde o dia 10 de novembro para ser decorada para o natal e os trabalhadores chegaram ao local na manhã de hoje para voltar a vender seus produtos, mas acabaram sendo barradas pela Guarda Municipal.

De acordo com a vendedora Elza da Silva, 53, os guardas afirmaram aos trabalhadores que não tinham autorização para deixa-los adentrar no local para fazer as vendas. Diante disso, Elza conta que os trabalhadores resolveram fazer um protesto e o objetivo deles, era fechar a Rua 14 de julho, solicitando que o prefeito de Campo Grande, autorizasse as vendas na praça, como acontecia antes.

“Eu estou aqui há 14 anos e já tivemos que nos afastar das vendas quando a praça foi fechada para colocar os enfeites de natal. Eu fiquei no cartório e quando a praça volta a funcionar, os guardas não deixaram a gente entrar. Fizemos uma manifestação porque estamos aqui trabalhando e queremos isso garantido”, explica a vendedora de pipoca.

De acordo com Elza, todos os vendedores possuem um cadastro na prefeitura. Segundo a assessoria de comunicação da prefeitura, com a manifestação, uma equipe da Fundac (Fundação Municipal de Cultura) e da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) foram ao local e liberaram a entrada dos vendedores na praça.

Questionada sobre o nome dos representantes das pastas, a assessoria de comunicação da prefeitura não soube dizer quem compareceu ao local.

Dany Nascimento