19 de junho de 2021
Campo Grande 27º 14º

Carlão diz que aumento do IPTU é abusivo e vai fazer reunião na segunda para discutir o assunto

A- A+

O aumento abusivo do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), que algumas pessoas vêm recebendo em seus carnês do imposto, tem causado revolta nos moradores de Campo Grande. Vereadores até já estudam fazer uma reunião para levar ao executivo as reclamações da população que recebeu aumento de 12,58% mais as benfeitorias realizadas pela prefeitura nos bairros, porém existem àqueles bairros que não tiveram melhorias e mesmo assim a prefeita está cobrando acima dos 12,58%.

Segundo o vereador Carlão (PSB), a prefeitura não poderia ter adicionado a questão das melhorias no imposto já o aumento de 12,58% aprovado pelos vereadores era para ser um aumento sem adicionais, ademais, segundo ele, os vereadores não foram informados dessa 'taxa adicional' de melhorias.

 “O pessoal está revoltado com esse aumento e nós vamos ter que fazer alguma coisa, apesar da Câmara estar de recesso, mas o recesso é só de plenária, o nosso trabalho continua. Segunda-feira vou estar aí e vamos fazer uma reunião para ver essa questão”, disse o vereador.

O MP (Ministério Público) chegou a abrir inquérito civil nº 02/2014, que tem como requerente o  próprio MPE vai “apurar e fiscalizar eventual lesão aos direitos fundamentais dos contribuintes da capital no que se refere ao Imposto Predial Territorial Urbano – manifestação 66 da Ouvidoria do Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul”.

O inquérito está nas mãos da promotora de justiça Jaceguara Dantas da Silva Passos, da Promotoria de Justiça dos Direitos Humanos da comarca da Capital e os que se interessarem, podem acompanhar o inquérito, que está à disposição na discriminado, que está à disposição de quem possa interessar na Rua da Paz, nº 134.

 Leide Laura Meneses