17 de junho de 2021
Campo Grande 26º 15º

Cezar Afonso aconselha vereadores a trabalharem e não tecer críticas a sua nomeação

A- A+

Em resposta aos vereadores de Campo Grande, que acreditam ser inútil a nomeação de Cezar Afonso (PP) como assessor especial do prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), o mais novo membro "alto escalão" do executivo municipal, disse que, os vereadores devem cumprir o papel deles e não expor opinião pessoal.

“Eu vejo isso com tristeza. Os vereadores devem ajudar o executivo, eles foram eleitos para isso, e não para ficar colocando o ponto pessoal dele”, falou em tom irônico.

Durante a sessão da Câmara de Vereadores, na manhã de ontem, vereadores da base do prefeito, quando da oposição se colocaram contra a nomeação do assessor. Acho temerária porque até agora ele sempre atuou nos bastidores do poder. O que ele faz na prefeitura? Nunca teve função nenhuma, mas até então ele andava escoltado por guardas municipais. Para mim a nomeação dele não traz nenhum proveito para sociedade, não influencia em nada para melhor. Agora que ele faz parte do governo, resta saber sua função, se vai continuar carregando pasta do Olarte ou vai contribuir com algo”, disse Elizeu Dionízio (SDD).

Cézar Afonso também disse à reportagem que não é o momento de os parlamentares criticar a sua nomeação, mas sim, trabalhar em prol da Capital, e ajudar o executivo municipal nesta luta. “Nós estamos fazendo o que prefeitos anteriores não fizeram e o que vereadores que já estavam na gestão passada também não fizeram”, criticou mais uma vez.

Ao finalizar, o assessor fez questão de deixar claro que não foi um “amigo particular” de Gilmar Olarte que foi nomeado ao cargo, mas sim um “companheiro de partido, um agente político”, como classificou-se.

Desde que Olarte assumiu o executivo municipal, Cezar Afonso tornou-se o braço direito do prefeito, acompanhando-o em agendas públicas, viagens para Brasília, e sempre que a imprensa esteve presente, buscou também um espaço na foto, logo atrás de Olarte. A nomeação de Cezar Afonso foi publicada apenas na última quarta-feira, no Diário Oficial de Campo Grande.

Tayná Biazus