13 de junho de 2024
Campo Grande 23ºC

Comerciantes divergem opinião sobre vendas na primeira semana de dezembro

A- A+

A primeira semana do mês natalino começou boa para alguns comerciantes, mas nem tão empolgante para outros. A diferença ocorre quando se trata dos produtos comercializados no centro de Campo Grande, pois para Patrícia de Paula, 35, gerente de uma ótica na Rua 14 de julho, a primeira semana está com um número fraco na venda.

De acordo com Patrícia, se o número de vendas for comparado com o mesmo mês no ano passado, existe uma queda de 5% nas vendas. “O movimento começou péssimo, as vendas caíram bastante e se for comprado com o ano passado, podemos dizer                 que as vendas caíram no mínimo 5%”.

Porém, para as lojas de eletrodoméstico, o número de vendas vem apresentando um aumento significativo. De acordo com o gerente de uma loja na Rua 13 de julho, que afirmou que não pode se identificar devido as regras da empresa, o número de vendas cresceu e a tendência é que aumente ainda mais, já que muitas pessoas compram eletrodoméstico para presentear uma pessoa querida.

“Aumentou bastante, mas claro que quando estivermos ainda mais próximo do natal, teremos um aumento melhor no número de vendas, mas a loja não fica vazia de forma nenhuma”, explica o gerente.

Concordando com as afirmações do gerente da loja de eletrodoméstico, o gerente de uma loja de calçados na Rua 14 de julho, Fábio Gil garantiu que a cada dia, a loja bate um novo recorde no número de vendas graças ao mês natalino.

“Todos os dias às 17 horas, nós batemos um novo recorde dentro da loja. Está um dia melhor que o outro o movimento na loja, com certeza isso vai melhorar ainda e muito. A expectativa é fechar o ano assim”.

Questionado sobre o número de vendas do mesmo mês no ano passado, Gil destaca que o movimento está bem maior em 2014. “Temos um fluxo maior de pessoas na rua neste ano, estamos vendendo bastante. Aquele cliente que compra hoje, volta na próxima semana para comprar outro calçado porque compensa bastante”, destaca o gerente.

Além disso, a atendente de uma loja de salgados no centro da Capital, Alessandra dos Santos também está comemorando o número de vendas. “As pessoas vem até o centro fazer compra de roupas, de eletrodoméstico e vem lanchar aqui, estamos comemorando porque o movimento está muito bom”.

Dany Nascimento