23 de junho de 2021
Campo Grande 30º 17º

Jovens do Mirim param trânsito na Afonso Pena em protesto contra Gilmar Olarte

A- A+

Cerca de 100 jovens atendidos pelo Instituto Mirim de Campo Grande estão neste momento caminhando atá o Paço Municipal para cobrar do prefeito Gilmar Olarte (PP) a renovação dos convênios com a instituição.

A manifestação que conta com carro de som do Sintracom (Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil) parou o trânsito na avenida Afonso Pena há poucos minutos. Com microfones, jovens gritam: "Cade você prefeito?" Mostra a cara".

A estudante Eliza Oliveira, denunciou o descaso da prefeitura, que segundo ela, permitiu que a energia fosse cortada por não repassar convênio, e também informou que um vírus foi detectado no site do instituto, que teria sido hakeado, impedindo que novos jovens fizessem inscrições. os estudantes do Mirim pensam que pode ter sido algo feito a pedido do prefeito.

Há pouco, a representante do FAC (Fundo de Apoio a Comunidade) Ivanir Oliveira Souza chegou ao patio da prefeitura e informou os jovens que acionou o Conselho Tutelar para retirá-lo do local por serem todos menores. Os estudantes em resposta disseram que se não forem atendidos por Olarte, irão fazer plantão na inauguração da Cidade do Natal. Depois disso, cinco estudantes foram recebidos pelo secretário de administração.

Indignados com declarações de Olarte à imprensa sobre possível desvio de recurso público por parte do instituto,  revoltados com atrasados dos pagamentos dos meses de setembro e outubro e com a suspensão do convênio, os jovens atendidos pelo Mirim protestam e cobram de Olarte que ele tenha atitude de coragem para falar diretamente com eles e não dar recados por meio da imprensa."

Com rostos pintados de cinza e vermelho, carregando faixas, estudantes caminham em direção ao Paço dizendo que "para falar mentiras Olarte teve coragem, para conversar e negociar com eles, o prefeito se esconde."

A assessoria da prefeitura informou à reportagem por telefone que o prefeito está em seu gabinete no Paço, mas não irá atender os manifestantes e também, segundo assessoria, nenhum secretário foi designado por Olarte para conversar com os jovens.

Heloísa Lazarini e Karla Machado