13 de junho de 2021
Campo Grande 25º 11º

MPE abre inquérito para acompanhar moradores da Cidade de Deus

A- A+

O MPE (Ministério Público Estadual), abriu um inquérito para acompanhar a situação dos moradores da Cidade de Deus, que tiveram a luz da favela cortada na última quarta-feira, e estão em faze de transferência para o bairro Noroeste.

O edital nº 25/2014, da 67ª Promotoria de Justiça dos Direitos Humanos Campo Grande, tornou pública a instauração de Procedimento Preparatório, pela promotora Jaceguara Danras da Silva Passos.

O assunto do inquérito é “velar pelo respeito à dignidade da pessoa humana e cidadania dos moradores da comunidade Cidade de Deus”.

Os moradores da Cidade de Deus estão sendo obrigados pela prefeitura de Campo Grande a deixar a área próxima ao lixão. A prefeitura alega ter notificação judicial. A favela tem hoje  cerca de 470 famílias, porém, até 150 podem ser transferidas para o bairro Noroeste, que não tem estrutura para receber todos.

Na manhã de ontem, durante sessão na Câmara de Vereadores, os parlamentares montaram  uma comissão, que tem por objetivo, de acordo com a vereadora Luiza Ribeiro (PPS), conversar com o prefeito para tentar convencê-lo a mudar de ideia. Os parlamentares defendem que os moradores sejam transferidos para bairros da região, evitando problemas, por exemplo, com a escola das crianças.

Tayná Biazus