14 de junho de 2024
Campo Grande 30ºC

Prefeitura discute amanhã correção da tarifa de ônibus, que deve aumentar em 2015

A- A+

O titular da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Jean Saliba afirmou na tarde de hoje, que será realizada uma reunião amanhã às 8h30 no gabinete do prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP) para discutir a correção da tarifa de ônibus.

De acordo com o diretor da Agetran, devem participar da reunião membros do Consórcio Guaicurus, vereadores e o diretor presidente da Agereg (Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados), Rudel Trindade.

Jean faz questão de esclarecer que não se trata de reajuste de tarifa e sim de correção, já que em maio de 2013, o governo federal decidiu zerar o imposto PIS/Cofins para as tarifas de transporte coletivo, incluindo ônibus, trem e metrô, que somam 3,65% do transporte coletivo urbano de todo o Brasil.

Diante disso, o prefeito de Campo Grande na época, Alcides Bernal (PP), anunciou em novembro do ano passado, que a tarifa de ônibus que passou a custar R$ 2,75 passaria a custar R$ 2,70, pois a prefeitura, na época, abriu mão de cobrar ISS (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza) das passagens de ônibus.

Saliba ressalta que a população deve entender que não se trata de reajuste e sim de correção. “Eu queria deixar bem claro que não se trata de reajuste, se trata de correção. Ainda não temos nenhum valor de quanto será corrigido porque vamos apresentar durante a reunião uma planilha e verificar junto ao prefeito, o que pode ser feito, tentando não afetar a população”, explica o secretário

"Nós temos que fazer essa correção porque a tarifa está há dois anos congelada. Temos que avaliar como se fosse o salário mínimo, ninguém gostaria de ficar sem receber, vamos sentar, conversar com o prefeito e com os presidentes e ver o que pode ser feito. Na planilha vamos analisar o aumento no custo dos pneus e do combustível também. Será feito todo um levantamento dos últimos dois anos”, diz Saliba.

Dany Nascimento