23 de junho de 2021
Campo Grande 30º 17º

Sobre crise com vereadores, Olarte se diz vítima "de armações e mentiras de terceiros contra ele"

A- A+

O prefeito de Campo Grande Gilmar Olarte (PP) voltou a negar que exista uma crise entre ele e os vereadores do PT do B, por conta do convite feito por Olarte, a Beth Felix, do PT do B, para comandar a Agetran (Agência Municipal de Trânsito). Segundo Olarte o que existe é uma tentativa de terceiros de desgastar a relação dele com os vereadores da Capital, o prefeito se considerou uma vítima de mentiras que tem sido divulgadas contra ele.

Ontem, no final do dia, o vereador do PT do Eduardo Romero afirmou que o partido cogita a possibilidade de deixar a base do prefeito na Câmara diante das escolhas individuais de Olarte, que, segundo ele, desrespeitam o PT do B. Questionado sobre o assunto, Olarte, negou a crise e disse que "está tudo resolvido", contradizendo as afirmações de Romero.

"Isso não existe, estão tentando me indispor com a Câmara, mas ela é minha parceira e temos um amplo diálogo", diz o prefeito. Olarte criticou as ações de terceiros que estariam trabalhando nos bastidores para envolvê-lo em uma teia de mentiras e prejudicar sua relação com os vereadores. Segundo Olarte, ele teve que se reunir ontem com três grupos de vereadores para desmentir boatos sobre ele.

"Algumas vezes tentam até mesmo induzir meus companheiros contra mim, mas e logo em seguida vou lá converso e desfaço as mentiras criadas por pessoas que querem desestabilizar a política na Capital, mas eu sigo contra-atacando", finaliza.

 Heloísa Lazarini e Leide Laura Meneses