24 de fevereiro de 2021
Campo Grande 33º 21º

TCE-MS lança campanha "Novembro Azul" para conscientizar homens da importância de cuidar da saúde

Ao lançar nesta quarta-feira (4) a campanha “Novembro Azul”, o coordenador do projeto no TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul), conselheiro e corregedor Geral, Iran Coelho das Neves utilizou-se de um dito popular, que segundo ele, apesar de antiquado, ainda é válido nos dias de hoje: “Melhor prevenir do que remediar”. Após descerrar a fita com o símbolo do laço azul, juntamente com o conselheiro presidente, Waldir Neves na porta de entrada do Tribunal, o coordenador do Projeto convocou os servidores para que se tornem multiplicadores da importância da prevenção e tratamento, como forma de desmistificar o tabu e preconceito existente entre os homens em fazer o exame de próstata.
 
De acordo com Iran Coelho, assim como foi um sucesso a campanha “Outubro Rosa”, coordenada pela conselheira Marisa Serrano, ele disse esperar, que esta campanha voltada aos homens, em especial, alcance o seu objetivo, e que as mulheres participem conscientizando e incentivando os homens a realizar o exame anualmente, e o tratamento, em caso da doença detectada. “Só assim, os altos índices registrados em Mato Grosso do Sul irão diminuir”, salientou.  
 
Já o conselheiro e presidente do TCE-MS, Waldir Neves fez um breve relato da realidade da doença no Brasil. Ele citou os números de um levantamento feito pelo INCA - Instituto Nacional de Câncer (Clique no link:http://www.cancerhoje.com.br/paciente/fiquepordentro/?id=251), que segundo ele, assusta a todos. Para este ano de 2015 são esperados mais de 500 mil novos casos de câncer somente no País. Os mais incidentes na população brasileira serão os de pele, cerca de 180 mil; e próstata, 69 mil diagnósticos previstos. Ainda segundo o presidente, os números apontam queMato Grosso do Sul tem a maior taxa da região Centro-Oeste, e a segunda maior do país. A estimativa de 25,2 casos para cada grupo populacional de 100 mil pessoas. A campanha promovida pela Corte de Contas compreende a realização de palestras com orientação, e conclamar todos à prevenção.
 
Ao lado dos conselheiros Ronaldo Chadid (Vice-presidente); Osmar Jeronymo (Ouvidor); da conselheira Marisa Serrano (Diretora Geral da Escoex); diretores, assessores, médicos do setor de saúde e servidores, o conselheiro Jerson Domingos conclamou a participação de todos os órgãos públicos do Estado e seus gestores, a aderirem a Campanha, e que ela não seja feita apenas em dois meses do ano (Outubro/Novembro), mas durante os doze meses. 

 Jerson Domingos recordou dos tempos de parlamentar estadual, quando desenvolveu através da Assembleia Legislativa uma campanha estadual, com a realização de aproximadamente 70 palestras, e que, além disso, eram oferecidos 100 exames/dia em cada município, sendo 50 mamografias. “Os casos encontrados eram encaminhados para tratamento, pois, todos sabem que se não agir na prevenção a tempo, vai a óbito”, advertiu.