27 de fevereiro de 2024
Campo Grande 31ºC

CAPITAL

Troca de cartas aproxima estudantes de escola particular e da Reme

A- A+

Um encontro de estudantes da Escola Municipal João Cândido de Souza e do Colégio Marista foi marcado por bastante emoção e alegria nesta semana. Os estudantes, que durante cinco meses trocaram cartas, se reuniram no pátio da escola da Rede Municipal de Ensino (Reme), no Jardim Anache, onde puderam se conhecer pessoalmente na tarde dessa terça-feira (5).

O projeto criado para estimular a escrita de cartas e troca de vivências e experiência começou no segundo semestre deste ano letivo entre os alunos dos 5º anos das duas unidades. A ideia inicial era estimular a escrita de cartas, mas se tornou algo maior, com os alunos fazendo amizade entre eles.

Segundo o diretor da escola da Reme, Cleverton Duarte Gonçalves, os estudantes só se conheciam por meio de cartas, até hoje. "O objetivo do projeto é ter esse contato físico no primeiro momento, conhecer a realidade oposta. Esta é a primeira vez do projeto e estamos agraciados com isso".

A coordenadora da educação infantil do 5º ano da escola municipal, Marilei Aison, diz que o objetivo era resgatar a escrita de cartas. "Tínhamos o sonho de projetos juntos entre as duas escolas e colocamos em prática no segundo semestre. Nossos alunos receberam primeiro as cartas dos estudantes do Marista e depois responderam a eles".

Conforme a idealizadora do encontro, a professora regente Laura Pavão, que hoje atua no Marista, mas já pertenceu ao quadro da Reme por nove anos, a ideia surgiu por causa da diferença das culturas e para que eles trocassem experiências, mostrando que as crianças da mesma idade têm sonhos iguais.

De acordo com a superintendente de Políticas Educacionais da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Ana Dorsa, o projeto é importante para que as escolas conheçam cada uma sua realidade. "Trocar informações, vivências, eles se constituem como sujeitos, são alunos que estão em crescimento e entendendo o sentido real de se tornarem cidadãos, por isso este projeto é tão significativo".

Trocas de conhecimento

Esther de Lima Cáceres, 10 anos, é aluna do João Cândido e aprovou o projeto. "Escrevi carta para o Luís Fernando, coisas sobre mim, perguntei se ele gostava de ler livros, achei legal essa troca de cartas".

Também aluna da Reme, Isabelly Vitória Ribeiro Morais, de 11 anos, escreveu para o Pedro Augusto. "Escrevi o que eu gosto de fazer, que é estudar, jogar, gostei de escrever a carta, foi legal conhecê-lo pessoalmente".

Já da escola Marista, Maria Isabel Tavares de Matos Pereira Teodoro, de 10 anos, achou a ideia criativa. "O projeto é legal porque a gente pode conhecer outros alunos de outras escolas. Escrevi como sou, o que gosto de fazer".

Nicolas Franco, tem 11 anos e estuda no Marista desde o maternal. "Escrevi carta para o Felipe, sobre o time que torço, sobre o que faço na escola, que gosto de jogar futebol. Gostei do projeto, porque a gente consegue interagir com outras escolas".

Fonte: Prefeitura de Campo Grande - MS