19 de setembro de 2020
Campo Grande 32º 21º

RONDÔNIA

Foragido desde 2011, ex-diretor financeiro de Assembleia é preso pela PF

Moisés José Ribeiro de Oliveira, alvo da Operação Dominó que em 2006 mirou desvios e fraudes que causaram prejuízo de mais de R$ 70 milhões aos cofres públicos

A Polícia Federal prendeu neste domingo, 9, em Brasília, o ex-diretor financeiro da Assembleia Legislativa de Rondônia Moisés José Ribeiro de Oliveira, alvo da Operação Dominó que em 2006 mirou desvios e fraudes que causaram prejuízo de mais de R$ 70 milhões aos cofres públicos do Estado. Moisés era considerado foragido desde 2011, tinha seis mandados de prisão em aberto e foi condenado pela Justiça de Rondônia a penas que somadas chegam a 26 anos de prisão.

A ação que chegou ao o ex-diretor financeiro foi realizada por meio do Setor de Capturas da PF e contou com o apoio do Ministério Público de Rondônia. Segundo a PF, Moisés foi encaminhado à Superintendência da Polícia Federal em Brasília e aguarda definição da Justiça Estadual de Rondônia para o traslado à unidade prisional onde deverá cumprir sua pena em regime inicialmente fechado.

Quando a 'Dominó' foi aberta em 2006, a PF chegou a prender juízes, desembargadores, promotores e deputados, entre eles o presidente da Assembléia Legislativa de Rondônia à época, deputado José Carlos de Oliveira (PL), o 'Carlão', irmão de Moisés e acusado de ser o líder da quadrilha.