18 de abril de 2021
Campo Grande 30º 19º

RACHADINHAS

Admirador de Trump, filho 01 de Bolsonaro é denunciado por 4 crimes à Justiça

O 01 e seu ex-assessor Fabrício Queiroz e mais 15 investigados foram denunciados por organização criminosa, peculato, lavagem de dinheiro e apropriação indébita

Com Donald Trump perdendo força nos Estados Unidos, seus admiradores em terra tupiniquim começam a amargar o peso da justiça. O Ministério Público do Rio de Janeiro informou na noite de ontem, 3ª-feira (3.nov.2020) que denunciou à Justiça o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), o 01, filho do mair admirador de Trump, Jair Bolsonaro. O 01 e seu ex-assessor Fabrício Queiroz e mais 15 investigados foram denunciados por organização criminosa, peculato, lavagem de dinheiro e apropriação indébita no esquema das "rachadinhas", na época em que Flávio Bolsonaro era deputado estadual.

A denúncia foi ajuizada em 19 de outubro e encaminhada ontem ao desembargador responsável pelo processo no Tribunal de Justiça do Rio.

O MP-RJ suspeita que o senador recolhia o salário de parte de seus antigos funcionários na Assembleia para benefício pessoal.
A denúncia foi apresentada por meio da Subprocuradoria-Geral de Justiça de Assuntos Criminais e Direitos Humanos no dia 19 de outubro junto ao Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio.

No entanto, como o sistema do tribunal não permite o encaminhamento direto de peças processuais a desembargadores em férias, a denúncia foi redistribuída e nesta terça-feira (3), após o retorno às atividades do relator do caso, foi oficialmente entregue.

O caso está em "super sigilo" e, portanto, o MP-RJ não divulgou detalhes da denúncia contra o filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro, Queiroz e outras 15 pessoas.

O senador e Queiroz ainda não comentaram a denúncia divulgada no início da madrugada desta quarta-feira (4) pelo MP-RJ.

Leia também

• Benefício inédito a Flávio ganha força no Supremo, e demora da corte ajuda filho de Bolsonaro

• Assessoras de Flávio Bolsonaro depositaram R$ 27 mil de seus salários para advogado do patrão

• Flagrado 'torrando' dinheiro público, Flávio Bolsonaro diz que devolverá valor nesta 3ª-feira