22 de maio de 2024
Campo Grande 24ºC

ELEIÇÕES 2022

Agricultura familiar elege cinco deputados e um senador

Contag também celebrou a eleição de Beto Faro (PT-PA) como primeiro trabalhador rural eleito senador e destacam desejo de vitória da chapa Lula/Alckmin, no 2º turno

A- A+

Dilvanda Faro (PT-PA), a primeira trabalhadora rural eleita para a Câmara representando a Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (Contag). Airton Faleiro (PT-PA), Carlos Veras (PT-PE), Bohn Gass (PT-RS) e Heitor Schuch (PSB-RS) também têm estreitas ligações com o setor. Além disso, tiveram êxito na eleição de Beto Faro (PT-PA), o primeiro trabalhador rural eleito ao senado.

Isso é um reflexo expressivo representativade com eleição de candidatos (as) a cargos legislativos e de pessoas comprometidas com a pauta da agricultura familiar, que coloca 70% da comida à mesa dos brasileiros. Foram cinco trabalhadores rurais agricultores e agricultoras familiares eleitos(as) para a Câmara dos Deputados;  um para o Senado e quatro para as Assembleias Legislativas dos estados.

Além dos ligados diretamente, a Contag celebrou a eleição de uma governadora e dois governadores além de quatro ao Senado Federal, sendo três senadores eleitos e uma senadora eleita. Para a Câmara do Deputados são 11 os eleitos neste segmento e oito para as Assembleias Legislativas estaduais. Entre elas estão: Natália Bonavides (PT-RN), Erika Kokay (PT-DF), Adriana Accorsi (PT-GO) e Helder Salomão (PT-ES), que ficaram em primeiro lugar nos seus estados entre os representantes da Federação Brasil da Esperança (PT, PCdoB e PV).

Os três governadores aliados da agricultura familiar eleitos já no primeiro turno foram: a reeleita Fátima Bezerra (PT-RN), Elmano Freitas (PT-CE) e Rafael Fonteles (PT-PI). Outros dois comprometidos com a causa disputam o segundo turno: Jerônimo Rodrigues (PT-BA) e Rogério Carvalho (PT-SE).

Entre os eleitos em todos os cargos disputados, nove (12%) são mulheres, todas eleitas pelo Partido dos Trabalhadores. Cinco se elegeram como as mais votadas da Federação partidária e do PT. Teresa Leitão (PE) é a primeira mulher senadora eleita pelo estado. A Contag destaca ainda que outros candidatos e candidatas que defendem a agricultura familiar estão como suplentes e essa representação poderá ser ampliada.

Ao todo havia 75 candidaturas entre orgânicas e comprometidas, sendo eleitas 36 (48%) no primeiro turno. 02 disputam o segundo turno (governos BA e SE), 21 (28%) ficaram na suplência, 15 (20%) não se elegeram e 01 candidatura foi indeferida.

O presidente da Contag, Aristides Santos destacou que embora tenham sido eleitos representantes da agricultura familiar, a entidade " continuará na luta para eleger, no segundo turno, os representantes comprometidos com a agricultura familiar para o Executivo federal e de alguns estados. Sobre o Legislativo, que já está definido, temos o importante papel de já acompanhar esses mandatos, propor e pressionar para que a agricultura familiar seja fortalecida nas ações, nos projetos de lei, nas votações e nos orçamentos, seja na esfera estadual ou federal. Precisamos retomar o desenvolvimento do País, combater a fome e a pobreza, derrubar o teto de gastos e voltar a investir na saúde, na educação, na segurança e em outras políticas estratégicas para a população brasileira”, defendeu.

Apoio político à chapa Lula/ Alckmin

Para o cargo da Presidência da República a Contag , Federações e Sindicatos, desde o dia 25 de abril de 2022, afirmaram sua identidade e apoio político ao projeto representado pela chapa Lula e Alckmin à Presidência da República e ao programa de propostas apresentado, manifestando apoio político, respeitando a legislação vigente, por entender que esta candidatura se aproxima ao que a Confederação defende por princípios sobre o desenvolvimento sustentável, políticas públicas, soberania nacional, agenda da classe trabalhadora e da maioria do povo brasileiro e, principalmente, sobre a defesa e valorização da agricultura familiar e dos sujeitos do campo, da floresta e das águas. Esse apoio político foi manifestado a partir da aprovação de Resolução pelo Conselho Deliberativo da CONTAG. Clique AQUI.

Com informações da Contag e RBA