14 de junho de 2021
Campo Grande 27º 13º

Athayde Nery nega e diz que Azambuja decidirá se ele irá integrar sua equipe

A- A+

Os nomes da nova equipe que irão fazer parte do governo de Reinaldo Azambuja (PSDB) em 2015, não foram totalmente anunciados. Devido a isso, muitas especulações giram em torno de diversos nomes e partidos.

Até o momento, foram confirmados apenas oito nomes, e ao que parece, os próximos devem ser divulgados oficialmente nos próximos dias, ao menos, foi o que disse o presidente estadual do PPS, Athayde Nery.

Athayde estaria cotado, segundo informações veiculadas, para a Secretaria de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação do Estado, o que foi negado por ele. “Quem define isso é o governador, estamos conversando, mas quem deverá anunciar isso é ele”.

Questionado se já teria aceitado esse convite, o presidente, em meio a risos disse novamente que só Azambuja deverá fazer esse pronunciamento. “Se ele falar está falado, se eu falar não é verdade”.

Em relação aos demais nomes, que devem ser anunciados, segundo o tucano, até amanhã, Athayde disse que, apesar de fazer parte da equipe de transição do atual governador, não há mais definições de nomes, além daqueles que já foram divulgados pelo próprio Azambuja.

Já foram os nomes dos douradenses, Sérgio de Paula, o futuro chefe da Casa Civil e Walter Carneiro Junior, que não possui pasta específica, mas foi exonerado da secretaria de fazenda do município, de  Silvio César Maluf para a Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública, além de a indicação do presidente da Famasul Eduardo Riedel para a Secretaria Estadual de Governo, da vice-governadora Rose Modesto para a Assistência Social, do deputado federal eleito Márcio Monteiro para a Secretaria de Fazenda, do engenheiro Marcelo Miglioli para a Infraestrutura e do seu chefe de gabinete na Câmara dos Deputados Sérgio de Paula para a Casa Civil.

Tayná Biazus