24 de junho de 2021
Campo Grande 31º 19º

Azambuja se reúne com deputados e propõe aumento no valor das emendas

A- A+

Após uma hora de reunião entre o governador eleito, o tucano Reinaldo Azambuja e os deputados estaduais da atual legislatura da Casa de Leis, Azambuja conversou com a imprensa à respeito dos temas debatidos.

De acordo com o governador eleito, uma das discussões foi referente ao orçamento para o próximo ano, com o objetivo de priorizar os investimentos na área da saúde, porém, após análises, foi decidido na reunião que não há necessidade de alteração da peça orçamentária, sendo possível destinar o investimento para a saúde sem a mudança da peça.

Também foi discutida a questão do aumento do valor repassado pelo Governo do Estado às emendas, a partir de 2015. De acordo com o governador eleito, existe  um projeto que destina aos deputados estaduais R$ 1,00 de acordo com cada R$ 1,00 referente ao que o Estado receber das emendas federias, isso faz com que o valor das emendas destinadas aos deputados estaduais aumente.

Com isso, a expectativa é que o valor das emendas sejam maiores, porém, Azambuja não soube quantificar. Atualmente cada deputado estadual tem R$ 800 mil para repassar em emendas. Foi observada também a importância do aumento dos valores das emendas, que, ao trabalhar de forma unificada com os deputados, para Azambuja, serão conseguidos mais recursos para sanar as principais demandas do Estado, principalmente no setor da saúde e segurança pública.

Paralelo a esse projeto ele pretende implementar o novo modelo de gestão das emendas parlamentares que basicamente consiste em chegar a um acordo com os legisladores para que determinadas áreas sejam priorizadas. Isso será definido no próximo ano, quando os deputados estaduais eleitos cheguem a Casa.

Também foi definido em reunião que os deputados irão escolher um representante que passará a acompanhar a partir da próxima segunda-feira, os trabalhos da nova equipe de governo. O nome do parlamentar ainda não foi definido, mas uma reunião na segunda  pela manhã já está marcada para definir que irá coordenar os trabalhos do executivo e legislativo.

Referente a composição da mesa Assembleia Legislativa, ele reiterou que em sua visão o processo deve ser democrático, ou seja, os deputados escolhem os dirigentes sem interferência de governo. “Dentro do processo é preciso que seja respeitado o papel e importância da oposição porque ela que permite oxigenação da democracia”, disse Azambuja.

Tayná Biazus e Heloísa Lazarini