20 de janeiro de 2021
Campo Grande 30º 21º

Para Biffi, possível candidatura de Murilo não afeta briga por votos entre PT e PMDB

O deputado federal Antônio Carlos Biffi (PT) descarta a possibilidade de que a possível candidatura do prefeito de Dourados, Murilo Zauith (PSB), ao governo do Estado possa pulverizar a disputa eleitoral em 2014 e a dividir a opinião do eleitorado sul-mato-grossense em relação aos candidatos ao governo do Estado provocando uma queda de votos para o pré-candidato petista, o senador Delcídio do Amaral.

Segundo ele, o favoritismo de Delcídio sobre seu principal adversário, secretário Nelsinho Trad (PMDB), deve continuar. Até porque, para Biffi, uma terceira candidatura tira votos de ambos os lados. “Eu acho que não prejudica porque o Murilo não tira votos só do Delcídio, tira também do Nelsinho”, declarou.

Biffi também questiona a candidatura de Murilo no sentido geográfico. “Na hora da eleição o eleitor começa a pensar no bairro dele, na cidade dele. A questão da avaliação é relativa. A candidatura tira voto de todos os lados, não apenas um."

Ainda assim, Biffi prefere aguardar até a data limite para que os partidos possam oficializar as candidaturas de seus filiados, antes de dar opiniões mais incisivas, pois ele mesmo entende que a candidatura de Murilo pode não sair do campo das ideias. “É muito cedo, tem que aguardar seis de abril. Depois vamos ver se Murilo é candidato. Vamos saber se o André (Puccinelli-PMDB) é candidato”, finalizou.

Diana Christie