17 de abril de 2024
Campo Grande 21ºC

OPERAÇÃO TEMPUS VERITATIS

Bolsonaro 'se cala' em depoimento à PF sobre golpe de estado no Brasil

Advogado voltou querer acesso a peça de delação premiada de Mauro Cid

A- A+

O ex-presidente inelegível Jair Bolsonaro (PL) ficou em silêncio, nesta 5ª.feira (22.fev.24), ao comparecer à sede da Polícia Federal (PF), em Brasília. 

Ele é acusado de arregimentar um esquema com radicais e tentar golpe de estado no Brasil, após sua derrota nas urnas em 2022.  

Contradizendo as robustas provas da PF, principalmente da Operação Tempus Veritatis, o advogado de Bolsonaro, Fabio Wajngarten, sustentou que Bolsonaro "nunca foi simpático a qualquer tipo de movimento golpista".

Apesar de ter ficado meia hora na sede da PF, Wajngarten disse que seu cliente não falou por direito constitucional e estratégia: "Esse silêncio [no depoimento] quero deixar claro que não é simplesmente o uso do exercício constitucional do silêncio, mas uma estratégia baseada no fato de que a defesa não teve acesso a todos os elementos por quais está sendo imputada ao presidente a prática de certos delitos", argumentou o advogado.

Wajngarten cobra acesso à íntegra da delação premiada de Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Bolsonaro, e a mídias obtidas em celulares apreendidos de investigados. Apesar disso, esse conteúdo está sob sigilo.