26 de fevereiro de 2024
Campo Grande 29ºC

NACIONAL

Brasileira é listada entre as 100 mulheres mais poderosas da Forbes

A- A+
Presidente do Banco do Brasil, Tarciana Medeiros
Divulgação BB
Presidente do Banco do Brasil, Tarciana Medeiros

A presidente do Banco do Brasil, Tarciana Medeiros , foi listada entre as 100 mulheres mais poderosas, levantamento feito anualmente pela revista Forbes. Medeiros, que está em 24º lugar, é a única brasileira entre os nomes listados, e divide espaço com personalidades como a chefe da União Europeia, Ursula von der Leven, e a boneca que ganhou um filme em 2023, Barbie (100º). Esta última conseguiu o seu lugar por ter se tornado um símbolo do empoderamento feminino neste ano.

A brasileira foi um dos destaques da Forbes, que disse que ela teria "quebrado um teto de vidro" quando foi nomeada para presidir um banco de 215 anos. Além disso, sua "defesa apaixonada" para o uso da instituição bancária no combate às mudanças climáticas também foi visto como um destaque positivo pela revista.

Além de Tarciana, a América Latina também foi representada por outro nome neste ano. A presidente de Honduras, Xiomara Castro, foi um dos destaques. No mundo artístico, os nomes de Taylor Swift (5º), Oprah Winfrey (31º) e Beyoncé (36º) são listados. Vale ressaltar que a cantora pop Taylor Swift, que fez shows no último mês no Brasil, foi eleita nesta quarta-feira (06) como a "Person of the Year" (Pessoa do Ano, em tradução livre), pela revista Time.

A listagem das mulheres mais poderosas do mundo, que ocorre anualmente, foi publicada na última terça-feira (05), e possui quatro métricas como base do levantamento: dinheiro, exposição na mídia, impacto e esferas de influência. Para isso, as menções nas mídias e nas redes sociais foram um dos pontos de análise da pesquisa.

Quem é Tarciana Medeiros?

A brasileira é natural de Campina Grande, na Paraíba. Com 45 anos, ela é formada em administração de empresas pela Pontífice Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), entrando para o Banco do Brasil em 2000. Ela foi escolhida pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), para assumir o cargo de presidente do banco neste ano.

Sua participação na Assembleia Geral da ONU, onde falou sobre a importância de mais recursos para negócios ambientalmente sustentáveis, foi elogiado pela Forbes. Além disso, foi citado as parcerias do BB com o Banco Interamericano de Desenvolvimento, que destinou US$ 250 milhões para empreendimentos de energia renovável.

Resultados

A revista inicia a apresentação dos resultados lamentando a saída de mulheres de cargos de grande importância. Dentre elas, eles citam a saída das primeiras-ministras da Finlândia, Sanna Marin; da Austrália, Jacinda Ardern e da Escócia, Nicola Sturgeon. Além delas, é citado a troca de CEOs mulheres por homens em algumas empresas.

Ao todo, 37 mulheres do universo dos negócios foram listadas pela Forbes. Outras 5 de filantropia, sendo destaque Melinda ex-esposa do bilionário Bill Gates e MacKenzie Scott. Ambas têm destinado às fortunas a atividades sociais.

Nove nomes da lista são de mulheres envolvidas nas tecnologias, sendo sete delas nos Estados Unidos, uma na China e uma na Índia.

A CEO da Alphabet, a holding do Google, Ruth Porat aparece em 16º lugar na lista, sendo a mais poderosa entre as listadas no ramo da indústria.

Entretanto, é na política que a Forbes identifica a mais poderosa. Em primeiro lugar, a Forbes escolheu a belga Ursula von der Leyen, que chefia a União Europeia, sendo seguida pela presidente do Banco Central Europeu, a francesa Christiane Lagarde. Kamala Harris e a italiana Giorgia Meloni, aparecem em terceiro e quarto lugar, respectivamente. Ao todo, 18 mulheres envolvidas na política são listadas.

Fonte: Nacional