14 de junho de 2024
Campo Grande 31ºC

Caixa do Estado será entregue com “alguns milhõezinhos”, diz André

A- A+

O governador André Puccinelli (PMDB), disse hoje durante inauguração do Residencial Nelson Trad, que o caixa deixado para o seu sucessor Reinaldo Azambuja (PSDB), ficará com “alguns milhõezinhos”. Ele ainda disse que será pouco, mas com um boa equipe de gestão ele consegue administrar bem o Estado. “Vai ficar pouco dinheiro em caixa, mas se ele tiver uma equipe que proceda em conformidade ao que nós estamos fazendo até agora ele consegue pagar”, disse. Um levantamento, divulgado no fim de semana pelo jornal Folha de São Paulo, diz que, contra uma meta de superávit de R$ 440,7 milhões, Mato Grosso do Sul economizou R$ 66 milhões. “Não tem nada de descontrole. Eu acumulei, e agora estou gastando”, explicou. Segundo Puccinelli, o valor exato que vai sobrar no caixa só vai ser conhecido no último dia do ano, pois entra dinheiro em caixa a todo o momento e também tem a folha de pagamento dos servidores para pagar e o décimo terceiro salário. O chefe do executivo estadual também falou que a última despesa por ele autorizada, foi autorizada a formação de mais 50 sargentos e 100 cabos da polícia militar, em atendimento a uma vontade manifestada pelo próximo chefe do Executivo. “Ele disse que tem necessidade de trazer mais 3,5 mil policiais. Então me senti confortável para chamar mais 150”, afirmou. O governador também explicou que não vai deixar “herança” para Azambuja e também explicou que o aumento do duodécimo pagos aos outros poderes neste ano, não trará despesas extras para o próximo governador, já que “foi apenas uma adaptação”. Leide Laura Meneses