22 de maio de 2024
Campo Grande 25ºC

DEPUTADA FEDERAL

Camila Jara é a 7ª mulher eleita deputada federal por MS em 48 anos

Campo-grandense se torna a parlamentar mais jovem da história eleita para o cargo por sul-mato-grossenses

A- A+

Camila Jara (PT), de 27 anos, ao tomar posse como deputada federal em Brasília (DF), nesta 4ª.feira (1.fev.23), escreveu a seguinte frase em sua rede social: "Hoje podemos ter uma mulher jovem de esquerda ocupando pela primeira vez esse espaço e trazendo mais representatividade para a Câmara Federal". Ela é, de fato, a 1ª parlamentar mulher de esquerda, a mais jovem e a 7ª do sexo feminino a chegar ao cargo desde 1975, isso é, em 48 anos de eleições. Nesse mesmo período, 58 homens ocopuram o cargo de deputado federal eleitos por sul-mato-grossenses.

O levantamento do MS Notícias foi feito com dados do site oficial da Câmara dos Deputados.  

Cronologicamente, segundo o portal da Câmara, a relação de mulheres que estiveram deputadas federais por MS é a seguinte:  

1ª deputada mulher por Marilu Guimarães. Jornalista; Professora e Produtora cultural. Ela chegou ao cargo no pelo PFL (atual "Democratas"). Eleita para os mandatos de 1991-1995 e 1995-1999. Na época em que assumiu o cargo pela 1ª vez, Marilu tinha 40 anos.  

2ª deputada federal por MS: a tucana Marisa Serrano, Professora e Pedagoga. Eleita para os mandatos de 1995-1999 e 1999-2003. Na época em que assumiu o cargo Marisa tinha 52 anos.  

3ª deputada federal por MS: a advogada à época peemedebista Carla Stephanini. Eleita de 2015-2019. Quando tomou posse ela tinha 51 anos.  

4ª deputada federal por MS: a Engenheira Tereza Cristina, à época filiada ao PSB. Eleita par os mandatos de 2015-2019 e 2019-2023. Quando tomou posse, Tereza tinha 65 anos. 

5ª deputada federal por MS: na época a professora tucana Rose Modesto. Eleita de 2019-2023. Rose tomou posse com 41 anos.  

6ª deputada federal por MS:  Professora e Servidora pública Bia Cavassa chegou ao cargo pelo PSDB. Eleita de 2019-2023. Bia tinha 50 anos quando tomou posse. 

Olhando esse quadro, Camila chega a cadeira federal 13 anos mais jovem que a mulher pioneira, Marilu Guimarães. 

Na rede social, Camila postou fotos celebrando o feito:  "Já estive por aqui quando fiz o Estágio Visita na Câmara Federal, lá em 2019, já estive por aqui enquanto vereadora para negociar emendas com a bancada de MS, já estive por aqui também no meu sonho, mas não adianta, estar no Congresso Nacional tem um gostinho de ser sempre a primeira vez!". E completou: "E foi por ter ao meu lado tanta gente incrível sonhando junto que hoje podemos ter uma mulher jovem de esquerda ocupando pela primeira vez esse espaço e trazendo mais representatividade para a Câmara Federal", considerou. 

QUEM É CAMILA JARA?

Camila Jara é filha da professora Edna Bazachi e do jornalista Gerson Jara, ambos militantes das causas sociais que, inclusive, se conheceram durante um protesto em Brasília. A deputada viveu boa parte da vida com a família no Bairro Nossa Senhora das Graças, na Capital sul-mato-grossense. No seio familiar a petista diz ter sido ensinada que a "política é um verdadeiro instrumento transformador da sociedade".

Em seu site oficial, Camila cita a história de amor dos pais e também lembra da iniciativa da avó Narciza, que criou o clube de mães solo do bairro onde morava. Em sua casa, Camila disse que era comum ver os pais falarem em combater a desigualdade social, porque: “em nosso país, poucos têm muito e muitos têm muito pouco”.

Motivada por isso, Camila ingressou na faculdade de Ciências Sociais na UFMS, onde coordenou campanhas de juventude nas eleições de 2014 e 2016. Anos depois ela participou do Estágio Visita na Câmara Federal em Brasília, em 2019. Se tornou figura chave no movimento estudantil de MS e esteve à frente de diversos coletivos, como o Elas Podem, cujo intuito é inspirar mulheres e meninas a serem o que quiserem através do desenvolvimento de suas potencialidades.

Em 2020 Camila deu o seu primeiro passo efetivo em direção a um cargo público, sendo eleita a única mulher vereadora em Campo Grande. Dois anos depois a petista resolveu apostar mais alto, mirando um cargo no legislativo federal e acabou sendo eleita com 56.552 votos.

DEPUTADOS EMPOSSADOS

Camila e mais 512 deputados federais eleitos em outubro do ano passado tomaram posse às 10h desta 4ª.feira (1º.fev). De MS, além de Camila, também foi empossado o veterano Vander Loubet, que foi reeleito com 76.571 votos para seu 6º mandato consecutivo. Apesar de estar há 20 anos no cargo, Vander disse num vídeo postado em sua rede social que sente a mesma emoção no dia da posse. Na mesma rede social, Vander postou uma foto ao lado de Camila e do também deputado federal sul-mato-grossense Dagoberto Nogueira (PSDB).

Deputados federal de MS na sessão de posse em Brasília nesta 4ª.feira (1.fev.23). Foto: Rede social