24 de julho de 2024
Campo Grande 31ºC

ELEIÇÕES 2024

Coronel David revela que PL definiu nome para vice de Beto Pereira

Deputado disse que na reunião com Bolsonaro, ficou explícita a decisão do ex-mandatário de que em 2022 o PL 'errou'

A- A+

Em entrevista ao programa Tribuna Livre, da Rádio Capital 95.9 FM, na manhã desta 5ª.feira (4.jul.24), o deputado estadual Coronel David (PL) reafirmou que está sacramentada a aliança entre o PL e o PSDB para a pré-candidatura de Beto Pereira à prefeitura de Campo Grande (MS).

“Na sexta-feira [28.jul.24] eu recebi uma ligação do presidente Bolsonaro falando sobre essa decisão que foi tomada em Brasília. Me perguntando sobre indicação de um vice, dizendo que tinha predileção pelo meu nome, mas havia uma intenção do presidente Valdemar que fosse uma mulher... Indiquei a Coronel Neidy, uma comandante da Polícia Militar”, disse David.

Coronel Neidy e Beto Pereira é chapa PL-PSDB para disputar Executivo em Campo Grande (MS). Foto: Arquivo Coronel Neidy e Beto Pereira é chapa PL-PSDB para disputar Executivo em Campo Grande (MS). Foto: Arquivo 

Ele reforçou ainda que o nome de Neidy Nunes Barbosa Centurião é uma decisão acertada, pois somente o nome dela foi apresentado. “Só houve um nome levado ao Bolsonaro que foi o da Coronel Neidy”.

ERROS E MUDANÇA DE ESTRATÉGIA

Coronel David e Jair Bolsonaro. Foto: Redes Coronel David e Jair Bolsonaro. Foto: Redes 

De acordo com o deputado, a opção pelo candidato da sigla tucana foi uma decisão nacional da qual ele não participou. “Nós todos fomos surpreendidos com essa notícia, por volta das 19h da sexta. Apesar de ter nos pego de surpresa essa notícia, ela foi costurada dentro do PL nacional (sic)”, observou.

David explicou que na reunião com Bolsonaro, ficou explícita a decisão do ex-mandatário de que em 2022 o PL ‘errou’ nas alianças e por isso perdeu a corrida eleitoral. “Nós só ganhamos a eleição quando se tem a maioria dos votos, nós perdemos a eleição em 2022... Era preciso que o PL fizesse essa análise profunda do que realmente aconteceu, e o que precisa ser feito para levar novamente à eleição do presidente Bolsonaro, que é nosso candidato”, declarou o deputado.

Vamos lembrar que Jair Bolsonaro é condenado pela justiça brasileira, portanto, é inelegível, mas a extrema direita acredita que essa condição dele será revertida até 2026. “Eu tenho certeza de que muitas coisas vão acontecer que vão permitir Bolsonaro ser candidato novamente”, comentou David.

Sem mencionar Marcos Pollon, em determinado momento da entrevista, David reforçou que o nome da Coronel Neidy para vice de Beto está sacramentado, muito em razão de erros da direção local do PL. “Está definido. O deputado Coronel David sempre defendeu a candidatura própria, agora não me cabia dirigir e fazer todo esse projeto e ao longo desse projeto alguns erros foram cometidos e o que nos sobrou nesse momento foi a indicação do vice”.

O deputado reforçou que seu nome era sugestivo à vice, que, no entanto, ele não queria renunciar ao mandato. “Eu levei ao presidente Bolsonaro que eu estaria à disposição desse projeto, mas que para mim caberia um ônus muito grande, eu teria que abdicar do meu mandato”.

EXTREMA DIREITA NO NINHO TUCANO

Questionado sobre o que fazer com a extrema direita de MS que não aceita pousar no ninho tucano, David disse que Bolsonaro foi enfático: “Quando se tenta alguns caminhos e eles não dão certo, é importante que a cúpula nacional possa assumir as rédeas e reverificar qual é o melhor caminho. Aqueles que não entenderem e não aceitarem, o presidente Bolsonaro foi bem claro nisso: que se busque outra alternativa”, disparou.

A aliança da legenda com os tucanos, disse David, é uma estratégia para 2026. “Nós vamos buscar o poder novamente! É preciso que nós da Direita, da Centro-Direita, do Centro, possamos pensar mais no Brasil e menos nos projetos sociais”, disse o deputado, em crítica à agenda mais social do presidente Lula.
Se dizendo ‘um soldado’, David disse que as críticas que está recebendo por seu posicionamento não lhe afetam e que está seguindo ordens. “É importante você falar isso, ontem eu comecei a receber algumas informações dessa decisão do presidente Bolsonaro. Eu fui a Brasília tratar apenas da questão do vice ou da vice que seria indicado dentro dessa coligação. Outras coligações eu não participei. Eu na política eu tenho uma pessoa que é meu líder político, e que diante daquilo que ele me falou eu concordei e eu sou um soldado”.

AFASTAMENTO DE TEREZA CRISTINA

Jair Bolsonaro e Tereza Cristina. Foto: Marcos Corrêa/PRJair Bolsonaro e Tereza Cristina. Foto: Marcos Corrêa/PR

Durante uma resposta ao jornalista da rádio, David sugeriu que Jair Bolsonaro e Tereza Cristina estejam ‘afastados’ por conta da chateação de a rainha do agrotóxico de ter sido traída, já que a pré-candidatura dela é a de Adriane Lopes (PP).

“O que aconteceu aqui no Mato Grosso do Sul é que estava sendo conversado um caminho político e por outra razão foi adotado outro caminho... Logicamente que essas decisões elas causam desconforto e eu não tenho dúvida que em breve o presidente vai estar conversando novamente com a senadora Tereza Cristina e vai estar conosco nesse grande projeto para 2026”, revelou David.

DOURADOS DEFINIDO

Deputado Rodolfo Nogueira, Bolsonaro e Gianne Nogueira. Foto: DivulgaçãoDeputado Rodolfo Nogueira, Bolsonaro e Gianne Nogueira. Foto: Divulgação

Coronel David também falou brevemente que outro local onde o palanque está definido, e onde o PL terá candidatura própria é em Dourados, onde será candidata da sigla a esposa do deputado Rodolfo Nogueira, conhecido como ‘Gordinho do Bolsonaro’. “O caso de Dourados o presidente Bolsonaro foi bem claro dizendo que lá ele já definiu pelo apoio e pela candidatura da Giane Nogueira, que é esposa do deputado federal Rodolfo”.