19 de abril de 2021
Campo Grande 31º 20º

Lava Jato

Defesa de Delcídio vai pedir quebra de sigilo telefônico de filho de Cerveró

A defesa do senador Delcídio do Amaral (PT), preso desde novembro de 2015 pela Operação Lava Jato da Polícia Federal, vai pedir ao Supremo Tribunal Federal (STF) quebra de sigilo telefônico do filho de Nestor Cerveró, Bernardo. O documento deve ser entregue ao STF até próxima segunda-feira (25). 

Segundo advogado, Antonio Figueiredo Basto, há suspeita que Bernardo, responsável pela gravação da conversa que originou prisão do senador, possa ter mantido contato com procuradores da Lava Jato, antes do ocorrido, o que, conforme defesa, pode, em tese, desqualificar gravação.

Na conversa referida, Delcídio diz a Bernado ter influência sobre ministros do STF e o senador oferece fuga a Cerveró, e traça até uma rota rumo à Europa partindo do Paraguai, país que faz fronteira com Mato Grosso do Sul.

Desde que foi preso, Delcídio tentou habeas corpus, mas teve pedido negado. O senador também deve encarar em 2016, após volta do recesso parlamentar do Senado, processo de cassação de mandato.