24 de setembro de 2020
Campo Grande 34º 20º

Deputados petistas afirmam que oposição a Bernal virou implicância

O senador Delcídio do Amaral (PT) postou na manhã de hoje em sua página pessoal no Facebook o que pode ser crítica velada ao atual cenário de divergências e constantes empasses vividos pela oposição e pela atual administração da prefeitura de Campo Grande. “Quando denúncia vira implicância, perde a credibilidade! Não precisa explicar mais nada!”, publicou Delcídio.

Compartilhando o mesmo pensamento que acredita ter tido o senador, o deputado estadual Amarildo Cruz (PT) explica que as constantes tentativas de apontar ineficiências na gestão de Bernal provenientes da oposição do líder do executivo se tornaram uma perseguição infundada. “A publicação do senador ilustra claramente o cenário em Campo Grande. Vejo nessas denúncias sem fundamento e nessa tentativa de cassação ao Bernal questões meramente políticas que se tornaram uma perseguição sistemática e sem nenhum sinal concreto e palpável”, disse.

Para o deputado os maiores prejudicados dos resultados da batalha travada entre os poderes executivo e legislativo municipal é a população e a infraestrutura da cidade que sofre com diversos problemas ainda não resolvidos por seus administradores. “Infelizmente situações como essas enfraquecem o debate e trazem danos a população que acaba ficando de lado. Nos últimos tempos particularmente não tenho visto muita coisa na produção legislativa municipal, o que vejo é a tentativa de cassar o prefeito”, relata Amarildo.

O deputado estadual petista Cabo Almi relembra que durante todo o ano de 2012 foram realizadas diversas ações “desesperadas” da oposição, que segundo ele, não aceitou a vitória de Bernal e por isso busca tirar o mandato e prejudicar a imagem do prefeito de Campo Grande. “Infelizmente eles não sabem o que é fazer oposição construtiva e o ano passado inteiro foi assim. Além de não respeitar, a oposição do Bernal chega a ser intransigente, quando na verdade deviam estar trabalhando pelo povo, sugerindo ações, propondo melhorias para os bairros, até porque trabalho pra fazer é o que mais tem por aí”, afirma.

O vereador e ex-governador do Estado, Zeca do PT foi certeiro quanto ao tema enfocado. “Se o Delcídio quis dizer que implicância é falta de elementos básicos para sustentar uma denúncia ele está certíssimo. O que uma banda da Câmara está fazendo com o Bernal é desnecessário, infundado e sem o mínimo de sustentação. Além de gerar um desgaste político esse lamaçal de implicância prejudica diretamente a população”, completa.

Passadas as constantes tentativas de retomar os trabalhos da Comissão Processante, instaurada para apurar possíveis irregularidades durante a gestão de Bernal e que poderá resultar na cassação do mandato do chefe municipal, a nova cartada dos opositores de Bernal foi entrar com uma ação judicial contra a prefeitura municipal, a fim de questionar os valores da taxa cobrada pela prefeitura sobre a coleta de lixo na cidade. O pedido protocolado no dia 28 deste mês e visa suspender a cobrança da forma que vem sendo feita pelo executivo, pois de acordo com alguns líderes políticos e partidários a cobrança é indevida e irregular. Na semana passada o foco da reclamação foi outro, alguns vereadores ameaçaram entrar na justiça motivados pela correção nas taxas cobradas pelo IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), que segundo eles foi realizada de forma abusiva, porém após se darem conta do pequeno número de moradores que tiveram o aumento acima da taxa da inflação, apenas 0,052%, desistiram da ação judicial.

Essa não é a primeira vez que o senador Delcídio do Amaral e a bancada petista saem em defesa de Alcides Bernal. Desde o segundo turno das eleições municipais em 2012 o prefeito conta com o incansável e importante apoio do Partido dos Trabalhadores, que hoje é peça fundamental e base de sustentação para sua administração.

 Clayton Neves