26 de fevereiro de 2021
Campo Grande 34º 22º

Delegado da PF será ouvido na CPI do Cimi nesta terça-feira

Integrantes da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investiga denúncia de suposta incentivo por parte do Cimi (Conselho Indigenista Missionário) a ocupações de propriedades rurais em Mato Grosso do Sul, ouvirão o delegado da Polícia Federal Alcídio de Souza Araújo nesta terça-feira (27), na Assembleia Legislativa às 14 horas. 

O delegado participou da ação de reintegração de posse da fazenda Buriti, em Sidrolândia - distante 70 quilômetros de Campo Grande - em maio de 2013. Ele aparece em vídeo apresentado durante último depoimento, no qual também aparecem a integrantes do Cimi. 

Conforme a presidente da CPI, deputada Mara Caseiro (PT do B), o fato do delegado ter participado dessa e de outras ações de reintegração de posse, pode trazer importantes subsídios às investigações. “Ele esteve na fazenda Buriti, invadida por centenas de indígenas, e onde ocorreram atos de extrema violência. Tenho convicção de que ele poderá contribuir revelando o que o Cimi fazia no local”, comentou.

Depoimentos

Já prestaram depoimentos à CPI, na primeira oitiva, os jornalistas Lorenzo Carrasco e Nelson Barretto, porém, o depoimento dos jornalistas foi considerado palestra pela presidente da CPI. Na segunda, da semana passada foram ouvidos os proprietários da fazenda Buriti, Ricardo e Jucymara Bacha.