04 de agosto de 2021
Campo Grande 26º 16º

Delei retoma trabalhos na Câmara dizendo que decisão do TSE foi “ injusta”

A- A+

O vereador Delei Pinheiro (PSD) classificou como “injusta”, a decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral)que cassou seu mandato de vereador  e de outros dois colegas, Thais Helena (PT) e Paulo Pedra (PDT). “Eu estou abatido, sim, mas, pela situação não até pela decisão, mas pela forma como ocorreu, não acredito que a justiça foi coesa, ela foi injusta”, disse.

Segundo o vereador, após publicação do acórdão feito pelo TSE será possível recorrer da decisão. “Estou esperando o acórdão para tomar as devidas providenciais com relação a defesa, uma mandato não pode ser perdido por uma situação que não julgo a decisão correta”, reitera.

Delei Pinheiro estava afastado dos trabalhos da Câmara Municipal de Campo Grande desde a divulgação da decisão do TSE. “Estou voltando depois de 12 dias da decisão, mas foi por problemas de saúde que estive ausente e não pela decisão, é lamentável. Vamos tomar as medidas necessárias para continuar nosso trabalho’, conclui.

Assim como Thais Helena e Paulo Pedra, Delei Pinheiro teve o mandato cassado sob acusado de comprar votos nas eleições de 2012. Os três vereadores já havia sofrido cassação em dezembro de 2013 por decisão do TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), mas conseguiram liminar para permanecer no Legislativo Municipal.