24 de junho de 2024
Campo Grande 27ºC

Deputado cobram explicações sobre preços abusivos cobrados pela Águas Guariroba

Para o parlamentar, os hidrometros da concessionária possuem um "super-ventilador" para elevar os preços nas contas dos campo-grandenses

A- A+

Felipe Orro (PDT), deputado estadual, usou a tribuna na manhã de hoje durante sessão da Assembleia Legislativa, para chamar atenção das autoridades, deputados e da própria população, referente a taxa abusiva cobrada pela concessionária Águas Guariroba, pela utilização do serviço.

De acordo com o parlamentar, a taxa de esgoto terá aumento nos próximos meses e que isso não deveria acontecer, já que grande parte dos campo-grandenses paga por um serviço que não é utilizado.

Para Orro, deve haver iniciativa da Casa de Leis para que seja realizada uma fiscalização em cima dos hidrômetros, que segundo ele, após a troca dos antigos pelos novos, os valores da água dispararam.

“Esses hidrômetros devem ter um super-ventilador, que rodam muito rápido e aumentam os valores. A Águas Guariroba está ganhando um lucro extraordinário em cima da população”, acredita o deputado.

Outra questão abordada por Orro foi o aumento anunciado pela Energisa, que deverá chegar a 40%. Orro acredita que essa é mais uma jogada de marketing, para que a população não ache caro, caso o aumento chegue a 20%. “Eles fazem isso para a população depois achar que 20% é pouco, 20% é  um absurdo. O salário sobe 6% e a luz 20%?”.

Contra a alta dos preços, Eduardo Rocha (PMDB), acrescentou que em Mato Grosso do Sul, a população em geral e também as indústrias foram penalizados com o aumento de 38% na taxa de energia. “Já foi aplicado um tarifaço na época de campanha, no ano passado, nas residência e fábricas”.

Felipe Orro disse que irá tomar as providencias dentro da Casa para que sejam realizadas as fiscalizações, para saber ao certo o que ocorre e cogita ainda tentar extinguir a taxa mínima cobrada pela concessionária.