26 de outubro de 2020
Campo Grande 27º 22º

BILIONÁRIOS

Em meio a pandemia, Dono da Havan fica mais rico e sobe 16 posições na lista da Forbes

O bolsonarista figura na 10ª posição, à frente, por exemplo dos irmãos Marinho, da família Globo. Ano passado, Hang estava na 36ª posição

Classificado como "defensor vocal do presidente do Brasil Jair Bolsonaro, um candidato de direita que foi eleito em outubro de 2018" pela versão em inglês da revista, Luciano Hang, o proprietário da Havan, entrou para o “top ten” da lista da Forbes entre os mais ricos do Brasil.

Em apenas 1 ano, Hang subiu 16 posições, mesmo em meio a depressão econômica provocada pela pandemia no Brasil. Os mais ricos, como proprietário do banco Safra, o banqueiro Joseph Safra, só ficaram ainda mais ricos no período de pandemia, escalando ao 1º lugar da lista. 

Na edição especial de aniversário da publicação, que chega às bancas nesta semana, Hang é listado na 10ª colocação, com patrimônio de R$ 18,72 bilhões. Na versão do ano passado, o dono da Havan figurava na 36ª posição.

Hang tem fortuna que o coloca à frente, por exemplo dos irmãos Marinho, da família Globo, e está uma posição atrás do empresário maranhense Ilson Mateus Rodrigues, presidente e principal acionista do Grupo Mateus – rede com 137 lojas físicas de varejo localizadas no Nordeste -, que estreou na lista em 9º lugar, com patrimônio de R$ 20 bilhões.

TOPO 

A lista das maiores fortunas do Brasil, levantada pela revista Forbes, teve uma mudança na liderança este ano. O banqueiro Joseph Safra, com uma fortuna estimada em R$ 119 bilhões, tirou do primeiro lugar o empresário Jorge Paulo Lemann, sócio da ABInbev e da 3G Capital, com patrimônio de R$ 91 bilhões. O pódio dos mais ricos é completado por Eduardo Saveri, cofundador do Facebook, com fortuna estimada em R$ 68 bilhões.

A lista da Forbes Brasil deste ano traz 238 nomes, com fortunas originadas a partir de empreendimentos nos setores de bens de consumo, seguros, infraestrutura e logística, farmácias, aviação e transporte, educação e tecnologia, entre outros. São 33 nomes a mais em relação ao ranking do ano passado.

Confira os 10 primeiros colocados na lista da Forbes 2020:

1º – Joseph Safra: R$ 119,08 bilhões
2º – Jorge Paulo Lemann: R$ 91 bilhões
3º – Eduardo Saverin: R$ 68,12 bilhões
4º – Marcel Herrmann Telles: R$ 54,08 bilhões
5º – Carlos Alberto Sicupira e família: R$ 42,64 bilhões
6º – Alexandre Behring: R$ 34,32 bilhões
7º – André Esteves: R$ 24,96 bilhões
8º – Luiza Trajano: R$ 24 bilhões
9º – Ilson Mateus: R$ 20 bilhões
10º – Luciano Hang (Havan): R$ 18,72 bilhões