25 de maio de 2024
Campo Grande 14ºC

PRESIDENTE DA ALEMS

"Em seis anos teremos 2 milhões de hectares de florestas", afirma Gerson Claro

MS é referência nacional em desenvolvimento sustentável

A- A+

Gerson Claro, presidente da Assembleia Legislativa, afirmou que Mato Grosso do Sul e referência nacional na construção de um modelo de desenvolvimento sustentável, que impulsiona o crescimento econômico sem comprometer o meio ambiente. "Nosso estado está crescendo acima da média nacional sem destruir nossos recursos naturais", sustentou o chefe da ALEMS.

Claro enfatizou o papel do parlamento estadual na elaboração e rápida aprovação da Lei do Pantanal, uma legislação moderna que não apenas protege o bioma, mas também possibilita a captação de recursos por meio da venda de créditos de carbono. Esses recursos serão destinados ao Fundo Pantanal, visando remunerar os produtores que preservam áreas além das exigências legais em suas propriedades.

O presidente da Assembleia ressaltou que Mato Grosso do Sul está atraindo mais de R$ 100 bilhões em investimentos privados, principalmente na recuperação de áreas degradadas, como antigas pastagens, que estão sendo convertidas em florestas plantadas. "Em seis anos, teremos 2 milhões de hectares de florestas", revela Claro.

Ele projeta um futuro promissor para o estado, visando torná-lo carbono neutro até 2030, com a utilização crescente de combustíveis renováveis. "Com a entrada de novas usinas, Mato Grosso do Sul logo se tornará o segundo maior produtor de etanol do país", destaca. O estado também está incentivando o consumo de gás natural, biogás e biometano, com benefícios fiscais para empresas.

Atualmente, três usinas de produção de biogás e biometano já estão em operação no estado, utilizando resíduos da agroindústria como matéria-prima. Esses combustíveis renováveis já são uma realidade no transporte de carga, contribuindo para a redução das emissões de carbono.