19 de junho de 2021
Campo Grande 27º 14º

Equipe de transição de Azambuja recebe comitiva chilena

A- A+

Uma comitiva chilena está hoje em Campo Grande em visitas à equipe de transição do governador eleito Reinaldo Azambuja (PSDB) para discutir, com Ednei Marcelo Miglioli, coordenador da equipe, estratégias para utilizar da melhor maneira a rota bioceânica e, a possibilidade de criar uma parceria entre a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul e a Universidade Arturo Prat, do Chile.

Participaram do encontro, o prefeito da cidade chilena de Iquique, Jorge Soria Quiroga, o vereador Mauricio Soria Macchiavello e o representante da universidade chilena, Doutor Leandro Ivan Valenzuela.

No encontro, o prefeito de Iquique, destacou a importância de unir os países da América do Sul para concluir a rota que ligará os oceanos Atlântico e Pacífico. No trecho que abrange Mato Grosso do Sul, a rota passa por Porto Murtinho, e depois segue pelo Paraguai, Bolívia até o Porto de Iquique. “Nosso objetivo é unir por ferrovias, estradas, articular com portos, hidrovias e aeroportos e fazer com que a América do Sul - Argentina, Uruguai e Brasil, e aí Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, uní-los com Peru e Chile, integrando também Paraguai e Bolívia”, disse o prefeito. O próximo passo, segundo Jorge Quiroga, é conseguir os investimentos necessários.

Reinaldo, ao longo de sua campanha para governador, ressalou a importância de concluir a rota bioceânica, o que aumentaria a competitividade dos produtos sul-mato-grossenses no mercado externo. A reestruturação do porto de Murtinho está entre os projetos do governador eleito.

A comitiva chilena também se reunirá com representantes da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, para estabelecer uma parceria para o intercâmbio de estudantes e pesquisadores com a Universidade Arturo Prat, de Iquique.

Heloísa Lazarini com assessoria