19 de junho de 2024
Campo Grande 20ºC

DEPUTADO GERSON CLARO

Estado pode captar até 2028 mais R$ 30 bilhões em investimentos privados

A- A+

Nos próximos 4 anos, Mato Grosso do Sul pode captar mais de R$ 30 bilhões em recursos privados, viabilizando investimentos em obras de infraestrutura, principalmente na região do Bolsão onde estão em implantação grandes empreendimentos de celulose . Na manhã desta quarta-feira, o governador Eduardo Riedel esteve na Assembleia Legislativa para apresentar aos deputados um balanço da sua participação no MS Day realizado em Nova York, quando teve a oportunidade de apresentar a grandes investidores internacionais oportunidades de negócio no Estado .


Riedel revelou que pelo menos 10% destes investimentos, R$ 3 bilhões, estão praticamente consolidados para financiar obras de infraestrutura. Entre as prioridades estão a concessão para a iniciativa privada de trechos de duas rodovias federais (BR-262 e BR-267) e a MS-040, Campo Grande/Santa Rita do Pardo, além de um ramal ferroviário de 90 km, entre Três Lagoas e Aparecida do Sul, conexão da Malha Oeste com a Ferronorte. “São obras fundamentais para melhorar a logística da região do Bolsão que está recebendo grandes empreendimentos na área de celular, em Ribas do Rio Pardo e Inocência “, lembra o presidente da Assembleia Legislativa. “Mato Grosso do Sul vive um momento extremamente positivo, um ambiente de negócios e um ambiente institucional de enorme prosperidade”, destaca Gerson Claro.

Como evidência do interesse nas oportunidades de investimento em  Mato Grosso  Grosso do Sul, o governador anunciou a  provável vinda ao Estado do ex-ministro da Fazenda, atual diretor de Estratégia Econômica e Relações de Mercado do Banco Safra.  O Governo do Estado criou o MS Day, em parceria com a Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul), para tentar “vender” o Estado para o mundo. A primeira edição ocorreu em agosto de 2023, só que em São Paulo. Pela primeira vez essa caravana viajou para o exterior.

A comitiva sul-mato-grossense participou dos encontros oficiais que faziam parte do “Brazilian Week”, entre eles o Lide (Fórum Lide Brazil Investment 2024) e o Seminário do Valor Econômico (Summit Valor Econômico Brazil – USA), sendo mais uma oportunidade de apresentar as potencialidades do Estado. Foram promovidos também eventos específicos para reunir empresários de diferentes setores, incluindo de países como China, Índia e Estados Unidos. Tiveram ainda reuniões particulares com empresas e instituições financeiras importantes, entre outras , o Bank of América, BTG Pactual, JP Morgan, Banco J. Safra, XP Investimentos, Citibank.