30 de novembro de 2021
Campo Grande 31º 22º

ATOS PRESIDENCIAIS

Jair duvida da eficácia da Coronavac em raro encontro com a imprensa

Bolsonaro falou nessa 6ª feira que: "não está nada comprovado cientificamente com essa vacina aí"

A- A+

Diferente do que fazia nos últimos sete meses, o presidente sem partido, Jair Bolsonaro, quebrou hoje (18.jan.2021) o jejum de não falar com a imprensa na porta do Palácio da Alvorada para responder a algumas perguntas sobre a vacina contra Covid-19. Informações da Folhapress apontam que o chefe do Executivo estava acompanhado de deputados da bancada ruralista, que tomaram café da manhã com ele. 

Segundo a agência de notícias, Bolsonaro cita a possibilidade de que 2 milhões de doses da vacina da Universidade de Oxford, em parceria com a farmacêutica AstraZeneca, cheguem ao Brasil nesta sexta (22). Assim sendo, serão distribuídas já no sábado (23).

"Pode ter certeza que a Aeronáutica está aí pronta para servir ao Brasil mais uma vez. E esta vacina, amanhã mesmo, se chegar hoje à noite, amanhã mesmo começando a chegar a seus destinos", afirmou em entrevista à CNN.

Bolsonaro recebe duras críticas atualmente pela condução do país no enfrentamento da pandemia; pelo atraso na chegada das vacinas e colapso do sistema de saúde de Manaus, que ficam impresas na queda de sua aprovação para 26%. Indeciso, durante conversa com os jornalistas, Jair ora defendia a imunização, ora colocava os imunizantes em cheque. Ele ainda se irritou e ameaçou terminar a entrevista, quando uma jornalista o indagou sobre uma declaração antiga, com levantamento próprio e sem qualquer base científica, de que menos da metade da população não queria se imunizar

"Nós entregamos [o primeiro lote de vacina] tão logo a Anvisa aprovou... Esta era a minha oposição, né? Pessoal diz que eu era contra a vacina. Eu era contra a vacina sem passar pela Anvisa. Passou pela Anvisa, eu não tenho mais o que discutir, eu tenho que distribuir a vacina. O que tenho observado é que ainda tem muita gente que tem preocupação com a vacina. E deixo bem claro: ela é emergencial. Eu não posso obrigar ninguém a tomar a vacina, como um governador, há um tempo atrás, falou que ia obrigar. Eu não sou inconsequente a este ponto", disse  o presidente em referência ao governo do estado de São Paulo, que iniciou imunização um dia antes do governo federal. 

De volta ao velho discurso - sem medir as consequências de questionar a credibilidade da Coronavac, distribuída nacionalmente, e a histeria coletiva que pode levantar - Jair confrontou os estudos do Butantan sobre o imunizante. "Não está nada comprovado cientificamente com essa vacina aí", afirmou o presidente.

Professor de Infectologia da UFRGS, Alexandre Zavascki explicou ao Portal G1 a eficácia geral, que para a Coronavac foi de 50,38%. "Ter uma eficácia de 50%, numa determinada população e sob determinada condição de exposição ao vírus, significa que se sem tomar a vacina adoecessem 10 pessoas, com a vacina 5 adoeceriam. Se fossem 1000 doentes sem vacina, passariam a ser 500 com vacina. Em vez de 1 milhão sem vacina, passariam a ser 500 mil com vacina. Faz uma grande diferença". 

TIRE SUAS DÚVIDAS

1 - Eu posso tomar a vacina e mesmo assim ficar doente?
R: Pode. Mas a chance é menor do que se você não tomasse. Mesmo que adoeça, a tendência é que o caso de Covid seja menos grave do que seria se você não tivesse sido vacinado.

2 - Se a eficácia foi de 50,38%, o que significam os 78% e os 100% que o Butantan apresentou antes?
R: A eficácia de 50,38% foi contra todos os casos de Covid, incluindo os que são classificados como "muito leves" (na gradação da OMS, um caso "muito leve" não precisa de atendimento médico).

3 - Eu vou precisar usar máscara mesmo depois da vacina? Ela vai impedir a transmissão da Covid?
R: Sim, ainda será preciso usar máscaras por algum tempo. O principal motivo para isso é que o objetivo da vacina é impedir que as pessoas desenvolvam a COVID-19, e não necessariamente que não se infectem com o coronavírus. Então, mesmo pessoas vacinadas podem continuar a transmitir o vírus.

Você encontra mais algumas Perguntas Frequentes e Respostas Aqui.