22 de maio de 2024
Campo Grande 23ºC

EXTREMA DIREITA

Luciano Hang é condenado por ataques a padre que ajuda moradores de rua

Empresário bolsonarista chamou o padre de "bandido", por o paróco ajudar pessoas em situação de rua

A- A+

O empresário bolsonarista Luciano Hang, dono da Havan, foi condenado após xingar de 'bandido' o padre Julio Lancellotti, que ajuda pessoas em situação de rua na Capital paulista. Hang terá que pagar R$ 8 mil de indenização. Eis a íntegra da decisão judicial.  

A ação de danos morais foi movida depois que mensagens de Hang criticando o padre em um grupo de WhatsApp com empresários foram vazadas. As mensagens foram divulgadas pelo portal de notícias Metrópoles em maio. Nelas, o empresário divulga uma reportagem do padre ajudando pessoas em situação de rua em São Paulo e chama Lancellotti de “bandido”.

“É da turma do Lula. Hipocrisia pura. Temos que ensinar a pescar, e não dar o peixe. Cada dia que passa é mais malandro vivendo nas costas de quem trabalha” , disse Hang. “Quem defende bandido, bandido é”.

Segundo a decisão da juíza Eliana Adorno de Toledo Tavares, ao chamar o pároco de “bandido” , Hang cometeu abuso da liberdade de expressão e “atingiu a honra do autor”. 

“Assim, com a finalidade de preservar tanto o caráter punitivo como compensatório da indenização por dano moral, observando, ainda, que a mensagem foi proferida pelo réu em grupo privado e com delimitado número de participantes, que, contudo, não foi trazido aos autos, arbitra-se, no caso vertente, uma indenização correspondente a R$ 8.000,00” , diz trecho da decisão.