28 de outubro de 2020
Campo Grande 28º 21º

Luiza Ribeiro solicita que sentença favorável a Bernal seja lida

O relatório da Comissão Processante acabou de ser lido pela vereadora Grazielle Machado (PR). Após a leitura, a vereadora Luiza Ribeiro (PPS), que faz parte da base aliada do prefeito Alcides Bernal (PP),  solicitou que seja feita a leitura da sentença do juiz David Oliveira Gomes Filho da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande, que analisou o relatório da CPI  do calote e isentou o prefeito de culpa.

Compartilhando o pedido de Luiza, o vereador Marcos Alex (PT) ressaltou o pedido, mas o presidente da Câmara, vereador Mário César (PMDB) indeferiu o pedido, afirmando que respeita a lei e o regimento. Dessa forma, teve início as considerações dos vereadores, que terão 15 minutos para expressar a opinião.

Demostrando total insatisfação com a decisão de Mário César (PMDB), o vereador Marcos Alex (PT) começou a ler o artigo 5° do decreto lei 201, que dispõe que tudo que for requerido pelos vereadores deve ser lido, solicitando mais uma vez que a sentença do juiz seja lida.

Mesmo diante de tanta insistência da base aliada de Bernal, Mário César (PMDB) justifica que a peça foi requerida depois do fim da comissão e devido a isso não será inclusa. Persistente, a vereadora Luiza argumenta que o juiz David comprovou que não houve improbabilidade administrativa dando a sentença após receber o relatório da CPI do Calote, que segundo a vereadora, tem as mesmas denúncias feitas pela Comissão Processante.

Vale lembrar que o voto é o direito mais importante, mas segundo a vereadora, os votos que pedem a cassação do prefeito  podem acontecer por interesse político. Os manifestantes que estão contra Bernal, gritam no plenário, chamando a vereadora de “mercenária”.

Dany Nascimento e Heloísa Lazarini