28 de maio de 2024
Campo Grande 13ºC

ELEIÇÕES 2022

Nova pesquisa ex-Ibope: Lula sobe para 47% dos votos no 1º turno

Lula aparece com 52% de votos válidos, confirmando possível vitória em 2 de outubro

A- A+

Lula (PT) saltou para 47% dos votos no 1º turno das eleições de 2022, na pesquisa do Ipec (ex-Ibope) divulgada nesta segunda-feira (19.set.22). Estamos a 13 dias das eleições presidenciais. O Ipec é comandado por executivos ligados ao antigo Ibope (que fechou as portas em janeiro de 2021). A íntegra é do g1. 

Jair Bolsonaro (PL), está em 2º lugar, com 31% dos votos. Tanto Lula quanto Bolsonaro se movimentaram dentro da margem de erro de 2 pontos percentuais. Lula subiu 1 ponto, Bolsonaro manteve a mesma pontuação de 11 de setembro.  

A diferença entre os 2 candidatos é de 16 pontos percentuais. Na semana passada, era de 15 pontos.

Ciro Gomes (PDT) está em 3º lugar, com 7%, empatado tecnicamente com a senadora sul-mato-grossense Simone Tebet (MDB), que tem 5%.

Os eleitores que pretendem votar em branco ou nulo são 5% e 4% não têm opinião formada.

VOTOS VÁLIDOS

Quando se excluem os votos brancos e nulos e considera-se apenas os votos válidos, Lula aparece com 52% e pode vencer já no 1º turno. Nesse cenário, Bolsonaro tem 34%. É dessa forma que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contabiliza os votos no dia da eleição.

2º TURNO 

Se a disputa contrariar as pesquisas e for ao 2º turno, ainda assim Lula iria pela 3a vez comandar o Brasil, pois teria 54% dos votos. Bolsonaro (PL) teria apenas 35% dos votos. Eles são os únicos candidatos que tem chances matemáticas de chegar ao segundo turno neste momento eleitoral.  

A pesquisa mostra que Lula vai melhor:

  • entre quem avalia negativamente a gestão Bolsonaro (foi de 76% para 78%);
  • entre os que vivem no Nordeste (63%, ante 61% do levantamento anterior);
  • entre as famílias com renda mensal de um salário mínimo (58%, ante 55% no levantamento anterior);
  • em residências em que ao menos uma pessoa receba auxílio do governo federal (55%, mesmo índice do levantamento anterior);
  • entre pessoas com ensino fundamental (58%, contra 55% na rodada anterior);
  • entre católicos (53%, contra 52% anteriormente);
  • entre pretos e pardos (52%, ante 50% no levantamento anterior);
  • no levantamento atual, Lula passa a se destacar entre eleitores que moram em municípios com até 50 mil habitantes (53%).

Já Bolsonaro vai melhor:

  • entre os que acham a gestão dele ótimo ou bom (83%, contra 82% em 12 de setembro);
  • entre evangélicos (48%, mesmo índice da semana passada);
  • entre os que vivem no Sul (41%, mesmo índice da semana passada);
  • entre homens (35%, ante 36% do levantamento anterior);
  • em domicílios em que ninguém recebe auxílio do governo federal (33%, contra 34% na semana passada);
  • no levantamento atual, Bolsonaro passa a se destacar entre eleitores com ensino superior (37%).

METODOLOGIA

O levantamento entrevistou 3.008 eleitores em 17 e 18 de setembro e tem margem de erro de 2 pontos para mais ou para menos. Está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-00073/2022, custou R$ 347.659,06 e foi pago pela Rede Globo. A íntegra dos custos.