29 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 23º

ELEIÇÕES 2020 | CAMPO GRANDE

Nova pesquisa: Marquinhos tem 52% dos votos e pode ganhar no 1º turno

Adversários estão tecnicamente empatados dentro da margem de erro, de 3,5%; distantes do candidato do PSD

Leia também

• Eleições 2020: 53ª Zona Eleitoral de Campo Grande altera locais de votação

• Marquinhos pode vencer com 53,36% dos votos no 1º-turno, diz pesquisa

Marquinhos Trad (PSD), possui 52% das intenções de votos dos campo-grandenses e seria eleito no primeiro turno, é o que indica a 1ª pesquisa DATAMax de 2020 divulgada nesta 3ª-feira (28.out.2020).

A margem de erro da pesquisa é de 3,5% pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa ouviu 800 pessoas entre os dias 24 e 25 de outubro. O modelo da pesquisa é estimulada, quando nomes dos candidatos são apresentados para os entrevistados. A pesquisa está registrada na Justiça Eleitoral sob o número MS 02584/2020.

Logo atrás de Marquinhos, está o candidato do PT Pedro Kemp com 6%, Sergio Harfouche (Avante) com 5% e Dagoberto Nogueira (PDT) com 4%.

Na sequência da preferência dos eleitores ouvidos pela DATAmax estão Vinicius Siqueira (PSL) com 2%, Delegada Sidnéia Tobias (Podemos) com 1%, Marcelo Miglioli (SD) com 1%, Márcio Fernandes (MDB) com 1%, Marcelo Bluma (PV) com 1%, Esacheu Nascimento (PP) com 1%, João Henrique (PL) com 1%, Trutis (PSL) com 1%, Cris Duarte (PSOL) com 1%.

Os candidatos Gusto Scarpanti (NOVO), Paulo Matos (PSC) e Thiago de Carvalho Assad (PCO) não pontuaram na pesquisa.

Todos os candidatos que pontuaram na pesquisa, com exceção de Marquinhos Trad que lidera a intenção de votos, estão empatados tecnicamente em segundo lugar, devido a margem de erro.

Os entrevistados que disseram votar em branco ou nulo somaram 3%, os que não souberam responder foram 12% e os que disseram não votar em nenhum dos candidatos somaram 8%.

A Justiça Eleitoral de MS indeferiu as candidaturas de Sergio Harfouche, Trutis e Thiago Assad, nesta semana. Apesar disso, caso eles apresentem recursos em instância superior, o registro sub judice pode ser votado no dia 15 de novembro, ocasião em que podem reverter suas situações. Caso não ocorra as ações, esses estão foram das eleições.

REJEIÇÃO

A  DATAmax também procurou saber quem os eleitores mais rejeitam.  Marquinhos Trad tem índice de 14% de rejeição, seguido por Pedro Kemp (11%), Dagoberto Nogueira (11%), Marcelo Bluma (3%), Trutis (3%), João Henrique (2%), Vinicius Siqueira (2%), Marcio Fernandes (2%), Cris Duarte (1%), Delegada Sidnéia Tobias (1%), Guto Scarpanti (1%), Marcelo Miglioli (1%), Paulo Matos (1%), Sergio Harfouche (1%), Esacheu Nascimento (1%) e Thiago de Carvalho (1%).

*Com informações do MidiaMax.