14 de abril de 2021
Campo Grande 33º 19º

SEM RESPEITO

Pisado e humilhado por Bolsonaro, Mourão é chamado de "palpiteiro"

O presidente se mostrou irritado por seus próprios apoiadores o questionarem sobre 'trocas' de cargos pressionadas por partidos do Centrão

Jair Bolsonaro (sem partido) desgasta agora a imagem daquele que se senta ao seu lado, chegou vez de Halilton Mourão ser humilhado publicamente pelo chefe do executivo brasileiro que hoje chamou mourão de “palpiteiro”. 

A declaração de Jair Bolsonaro ocorre após em entrevista à Rádio Bandeirantes, Mourão falar de uma possível reorganização do governo. Na ocasião o vice-presidente estimou que o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, pode ser um dos substituídos na reforma ministerial. Na declaração, no entanto, disse que o assunto não foi discutido com ele.

Bolsonaro reagiu irritado em frente ao Palácio da Alvorada ao conversar com simpatizantes no cercadinho nesta 5ª-feira (28.jan). “— Quem troca ministro é presidente da República, certo? Agora é difícil governar o Brasil. Não é fácil, mas tudo bem. Não vou responder essa pergunta não”, disse o presidente. 

O presidente se mostrou irritado por seus próprios apoiadores o questionarem sobre ‘trocas’ de cargos pressionadas por partidos do Centrão. 

Após um apoiador fazer uma oração de cinco minutos, Bolsonaro resolveu voltar ao tema, dizendo que a pergunta sobre troca dos ministros deveria ser levada a sério.  O presidente, então, disse que dos atuais 23 ministros, há a expectativa de apenas uma troca, referindo ao subchefe de Assuntos Jurídicos, Pedro César Nunes, que assumiu interinamente a Secretaria-Geral da Presidência.  

— O vice falou que eu estou para trocar o chefe do Itamaraty. Quero deixar uma coisa bem clara. Tenho 22 ministros efetivos e um que é interino. Aí que nós podemos ter realmente um nome diferente ou a efetivação do atual. Nada mais além disso — disse. 

Ocorre que a mudança, visa entregar o ministério da Cidadania, que pagou os auxílios e é responsável pelo Bolsa Família, ao Centrão. Bolsonaro negocia a pasta que é atualmente chefiada por Onyx Lorenzoni.

Apesar de Mourão ter dado a informação sobre a mudança de ministros de maneira antecipada, Bolsonaro tentou desconversar e culpar a mídia alegando que tudo não passa de tentativa de “semear a discórdia no governo.”, além disso disse que o vice deu apenas palpite.  — Eu lamento que gente do próprio governo passe a dar palpites no tocante a troca de ministros — disse o presidente.

— O que nós menos precisamos é de palpiteiro no tocante a formação do meu ministério. Deixo bem claro: todos os 23 ministros eu que escolho e mais ninguém e ponto final — finalizou. 

 

Leia também

• Contrariando Bolsonaro, Mourão diz que governo vai comprar vacina da China

• Bolsonaro pretende 'jogar Mourão para escanteio' em 2022

• Vice-presidente do Brasil, Mourão testa positivo para a Covid-19

• Mourão: 'Quem fura fila da vacinação não tem caráter'