16 de abril de 2024
Campo Grande 24ºC

OPERAÇÃO TEMPUS VERITATIS

Presidente do PL, Valdemar Costa Neto é preso pela Polícia Federal

Bolsonaro e aliados militares teriam sido delatados por Mauro Cid, ex-ajudante de ordens do ex-mandatário

A- A+

O presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, foi preso nesta 5ª.feira (8.fev.24) pela Polícia Federal no âmbito da Operação Tempus Vertatis, que mira articuladores do golpe de estado no Brasil, que resultou nos ataques golpistas do 8 de janeiro de 2023.

Segundo a PF, o extremista foi flagrado com uma arma de fogo de forma ilegal. A princípio, Costa Neto seria apenas alvo de mandados de busca e apreensão.

Como mostramos aqui no MS Notícias, a PF cumpre 33 buscas em dez estados contra generais, coroneis, assessores, aliados políticos e contra o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Valdemar estava às 11h de hoje na sede da PF. Até o momento, não há informações se ele será liberado.

Além de Costa Neto, também foram presos hoje: 

  • Filipe Martins, ex-assessor especial de Bolsonaro;
  • Marcelo Câmara, coronel da reserva do Exército citado em investigações como a dos presentes oficiais vendidos pela gestão Bolsonaro e a das supostas fraudes nos cartões de vacina da família Bolsonaro;
  • Rafael Martins, major das Forças Especiais do Exército.

Além deles, Jair Bolsonaro e aliados militares teriam sido delatados por Mauro Cid, ex-ajudante de ordens do ex-mandatário.

As diligências integram a nova fase das investigações que miram o gabinete do ódio durante o governo
do ex-presidente...

Veja aqui tudo o que falamos sobre a Operação Tempus Veritates, da PF