08 de agosto de 2020
Campo Grande 31º 17º
RESPEITO À VIDA RAMAL ASSEMBLEIA

Representantes da Fetems agradecem reajuste nos salários e redução da jornada de trabalho

587298197

Representantes da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) estiveram nesta tarde na Governadoria do Estado localizada no Parque dos Poderes em Campo Grande.

De acordo com o secretário de políticas municipais da Fetems, Ademar Placido da Rosa, o governador André Puccinelli (PMDB) iria rubricar nesta tarde o projeto de lei do reajuste salarial dos professores e a mudança na carga horária.

“A redução da jornada e o reajuste dos salários foi um alívio para os profissionais da educação que discutem todos os anos o reajuste. Essa discussão atrapalha os trabalhos dos professores que poderiam focar em outras questões da educação. Agora podemos trabalhar quatro anos com tranqüilidade”, destacou.

A lei reduziu a jornada de trabalho que era de 40 horas para 20 horas. Agora o salário que era de RS1, 577,00 mil para 40 h trabalhadas será o mesmo para as 20h, ou seja, o professor que quiser trabalhar 40h poderá ganhar o dobro do que era pago antes.

Segundo Ademar Placido, desta maneira Mato Grosso do Sul será o 1º Estado do Brasil a ter uma jornada de 20h para os profissionais de educação. “Seremos o primeiro estado a ter essa jornada de trabalho. Tivemos um grande avanço na área da educação, desta maneira iremos melhorar a educação. Em janeiro seremos estar entre os melhores salários do Brasil”, afirmou.

O diretor jurídico da Fetems, Amarildo Prado, através desse pacto da educação realizado com o governo do Estado, teremos um aumento de 8,9% nos salários dos professores sendo que a média nacional de 8,32%. “Antes de sair o piso nós já tínhamos acertado isso. Esse reajuste veio como um investimento na educação”, finalizou.

Alan Diógenes