13 de junho de 2024
Campo Grande 23ºC

Se voltar ao ninho tucano, Chadid pode assumir vaga de Rose na Câmara em 2015

A- A+

Ao que tudo indica o que poderia ser um pesadelo jurídico para o PSDB e para o ex-secretário municipal de educação José Chadid pode ser resolvido de forma simples nos próximos dias.

Segundo o governador eleito Reinaldo Azambuja, que acaba de sair de uma reunião da executiva estadual do partido, Chadid, que é o primeiro suplente da vereadora Rose Modesto, eleita vice-governadora poderá ter seu mandato de vereador garantido se decidir de filiar novamente ao PSDB e se dispor a dialogar com o partido.

"Essa é uma questão do diretório municipal, mas eu entendo e conversei com várias pessoas que entendem também que se o Chadid decidir voltar para o partido e conversar não haveria problema de ele assumir a vaga da Rose", afirma.

Para o tucano o que falta agora é um movimento positivo por parte do ex-secretário. No entanto, Reinaldo deixa claro que a bondade tucana depende exclusivamente de uma ação de Chadid e caso contrário, o aspirante a uma cadeira na Câmara terá de brigar na justiça pela vaga que o PSDB Campo Grande entende ser do partido.

Chadid foi expulso do PSDB em outubro de 2013 por 34 dos 45 membros da executiva municipal do partido que consideraram grave o erro do ex-tucano de aceitar o convite do então prefeito Alcides Bernal (PP) para assumir a secretaria de educação sem consultar o partido previamente.

Heloísa Lazarini e Karla Machado